Cientistas criam ‘Google Earth’ de células de peixe

Nanoscopia eletrônica revela detalhes de tecidos de embrião de peixe zebra

Um grupo de pesquisadores desenvolveu um sistema de alta resolução que é capaz de mostrar, em detalhes, as imagens celulares de um organismo vivo. Assim como o Google Earth é capaz de aproximar imagens de satélite a ponto de ser possível visualizar uma rua específica na Terra, a nova ferramenta consegue tornar visíveis as imagens microscópicas que compõem as células de um embrião de peixe zebra. A novidade foi publicada no periódico Cell Biology.

A ferramenta foi desenvolvida por uma equipe de cientistas da Leiden University Medical Center, da Holanda, e foi feita por meio de uma técnica chamada de nanoscopia virtual. Eles reuniram 26 mil imagens individuais obtidas por microscopia eletrônica a partir de um único organismo, um embrião de peixe zebra de 1,5 milímetro. As imagens foram colocadas em um sistema de publicação de dados no site do periódico (http://jcb-dataviewer.rupress.org/jcb/browse/5553/17144/), e é aberta ao público.

São 281 gigapixels de dados e uma resolução de 16 milhões de pixels por polegada. Essa é a primeira vez que é possível ter tal visão da estrutura orgânica. Essa capacidade de integrar informações entre células e tecidos poderá ajudar os pesquisadores em futuras descobertas usando a mesma técnica.

Peixe Zebra

Milhares de imagens microscópicas do embrião de um Peixe Zebra foram reunidas em uma espécie de 'Google Earth' da biologia celular (Mark Smith)

Células

Da esquerda para a direita e de cima para baixo, imagens de microscopia eletrônica em alta resolução mostram aproximação de células de um embrião de peixe zebra. Imagem Rockefeller University/Divulgação

Fonte: Veja Ciência

Deixe seu comentário


You must be logged in to post a comment.




Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

outubro 2020
S T Q Q S S D
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031