Câmeras filmam desenvolvimento e reprodução de papagaio ameaçado

Papagaio-de-cara-roxa é observado por biólogos do projeto de conservação da espécie

Papagaio-de-cara-roxa é observado por biólogos do projeto de conservação da espécie. Foto: Divulgação

Conservacionistas instalaram câmeras em ninho de espécie ameaçada de papagaio para promover e investigar de perto a reprodução e o desenvolvimento dos indivíduos em ambiente natural.

O papagaio-de-cara-roxa (Amazona brasiliensis) é uma espécie da mata atlântica com 7.000 indivíduos e ameaçada de extinção que só ocorre no litoral sul de São Paulo, litoral do Paraná e litoral norte de Santa Catarina, principalmente em ilhas.

Devido à degradação ambiental, restaram na região poucas árvores velhas o suficiente para ter ocos naturais que possam hospedar uma ninhada do papagaio.

Após monitorar ninhos naturais desde 1998, a equipe do Projeto de Conservação do Papagaio-de-cara-roxa, financiado pela ONG curitibana SPVS (Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental) instala ninhos artificiais feitos de madeira ou PVC para facilitar o monitoramento e a reprodução da espécie e suprir a falta de ocos. Hoje já são 100 ninhos artificiais e cerca de 83 estão ocupados. “O ninho é um fator determinante para a espécie se manter”, disse Elenise Sipiski, coordenadora do projeto.

Sipiski diz que eles dificilmente são saqueados por traficantes de animais silvestres, já que ficam em locais de difícil acesso e têm apoio local.

FILMAGENS

Por meio de pequenas câmeras, similares às de segurança que ficam em portarias de prédios, a equipe filma o interior e exterior de um dos ninhos 24 horas por dia no período reprodutivo do papagaio-de-cara-roxa.

Os vídeos são gravados direto em um HD de computador em um laboratório improvisado abaixo do ninho na floresta da Ilha Rasa, litoral do Paraná.

Em setembro, macho e fêmea fazem a corte; de outubro a dezembro são postos de 2 a 3 ovos que levam 30 dias para eclodir. Da postura até o primeiro voo são 3 meses.

Os vídeos já puderam constatar que, após a postura, os adultos se revezam no cuidado da prole e na obtenção de alimento. “No começo um dos pais fica no ninho direto e o outro traz alimento. Depois ambos revezam.”

Análises genéticas da população bem como identificação laboratorial de macho e fêmea estão sendo feitas conduzidas.

A equipe emprega alguns moradores locais e também realiza atividades de educação ambiental no Município de Guaraqueçaba (PR).

Click e veja o vídeo: http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/1230252-cameras-filmam-desenvolvimento-e-reproducao-de-papagaio-ameacado.shtml

 

Fonte: Folha.com

Deixe seu comentário


You must be logged in to post a comment.




Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

setembro 2018
S T Q Q S S D
« mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930