14 de junho de 2012 | nenhum comentário »

IAP comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente

Chefe do IAP, Devanil Bonni; Foto: Cornélio Notícias

Na terça-feira (5), o chefe do Instituto Ambiental do Paraná em Cornélio Procópio, Devanil José Boni, concedeu entrevista ao portal CN e relatou sobre as comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente.

A equipe do IAP tinha programado levar as crianças para fazer o plantio de árvores na Mata São Francisco, porém devido às chuvas, eles não puderam realizar essa atividade, a qual será remarcada para outra data.

Além desta, também vai haver um evento de Educação Ambiental no município de Congonhinhas, no qual o IAP vai participar.

Boni ressalta que as pessoas devem preservar o meio ambiente por toda a vida e não apenas na data marcada no calendário, pois o trabalho de educação ambiental é realizado o ano inteiro, sendo fundamental para a sobrevivência do planeta.

 

Click e e ouça a entrevista de Devanil José Boni http://www.cornelionoticias.com.br/posts/10554/destaque/iap_comemora_o_dia_mundial_do_meio_ambiente/

 

Fonte: Cornélio Notícias


10 de maio de 2012 | nenhum comentário »

Áreas degradadas serão recuperadas

O governo federal pretende implantar dois Centros de Referência para Recuperação de Áreas Degradadas (CRADs) em cada bioma brasileiro até 2015. Como parte desta meta, o Departamento de Florestas do Ministério do Meio Ambiente (MMA), em parceria com o Ministério da Integração Nacional inaugurou, nesta quarta-feira (09/05), o Centro de Referência para Recuperação de Áreas Degradadas (CRAD) unidade Mata Seca. A sede da unidade, localizada no município mineiro de Janaúba (MG), é gerenciada em conjunto pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes – campus Janaúba), pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

“Esse é o sétimo CRAD criado no país com objetivo de promover o desenvolvimento de conhecimento e tecnologias adequadas à recuperação de áreas degradadas”, disse a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira. A formação de recursos humanos (treinamento para a coleta de sementes, produção de mudas, plantio, tratos silviculturais) e promoção de cursos de capacitação para profissionais extencionistas e agricultores são prioridades nas atividades dos CRADs.

O diretor do Departamento de Florestas MMA, Fernando Tatagiba, destaca que a atuação dos Centros, criados dentro de universidades, também busca o desenvolvimento de métodos adequados de recuperação de áreas degradadas de acordo com cada bioma e região brasileira. Para isso, a formação de professores, técnicos e extensionistas para atuar nessa área e a capacitação também de produtores rurais faz parte das atividades desenvolvidas pelos CRADs e seguem as orientações do Plano Nacional de Recuperação de Áreas Degradadas.

Demandas e gargalos – Após o início das atividades do CRAD Mata Seca, representantes dos ministérios do Meio Ambiente e Integração Nacional discutiram as perspectivas para os CRADs frente às novas demandas impostas pelas políticas públicas ambientais e dos gargalos, desafios e casos de sucesso das unidades já em funcionamento em outras regiões. “Assim, teremos subsídios para o desenho de padrões de criação desses centros”, diz Tatagiba.
O encontro, coordenado pelo Departamento de Florestas do MMA é realizado com recursos da Iniciativa Cerrado Sustenável, projeto com recursos do Global Environment Facility (GEF), que tem por objetivo geral promover o aumento da conservação da biodiversidade e melhorar o manejo dos recursos ambientais e naturais do bioma Cerrado, por meio do apoio a políticas e práticas apropriadas, fortalecendo as instituições públicas e da sociedade civil envolvidas com a conservação ambiental.

Atualmente, além do CRAD-Mata Seca, existem outros seis centros: o CRAD-UnB, gerido pela Universidade de Brasília (UnB); o CRAD-Alto São Francisco, coordenado pela Universidade Federal de Lavras (UFLA); o CRAD da Caatinga, gerido pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf); o CRAD-Baixo São Francisco, administrado pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e pela Universidade Federal de Sergipe (UFS); o CRAD-Serra Talhada, coordenado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), e o CRAD-Oeste Baiano, gerido pela Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Fonte: MMA


28 de março de 2012 | nenhum comentário »

IPEVS participa de reunião para retomada das atividades do Conselho de Sanidade Agropecuária de Cornélio Procópio

Na tarde de terça-feira (27/03) foi realizado, no auditório do Sindicato dos Produtores Rurais de Cornélio Procópio (Sindirural), uma reunião do Conselho Municipal de Sanidade Agropecuária (CSA), com a finalidade retomar as atividades e discutir um plano de ação para o grupo, assim como aprovar o estatuto e realizar a eleição da nova diretoria do Conselho.

Entre os presentes, estavam representantes de diversos setores ligados a produção agropecuária no município, além de membros da FAEP e do CSA no Estado.

O médico veterinário da FAEP, Celso de Oliveira, explicitou que nos últimos três anos foram implantados em todo o Estado do Paraná 374 Conselhos Municipais e destes, aproximadamente 40% encontram-se hoje bastantes ativos, desenvolvendo um trabalho de apoio a defesa agropecuária do Estado. “Os demais Conselhos, com o apoio incondicional do Governo do Estado, estão retomando este trabalho de ativação dos mesmos, renovando as diretorias, rediscutindo os planos de ação, pontuando os problemas levantados no município e recebendo todo o apoio necessário para que retomem suas atividades no sentido de tornar o setor agropecuário cada vez mais forte”, concluiu Celso.

O Instituto de Pesquisa em Vida Selvagem e Meio Ambiente se fez presente por meio de seu presidente, o Médico Veterinário Rafael Haddad, o qual salientou a importância da retomada das atividades de todos os CSAs de nossa região, para que, em conjunto, possam resolver problemas graves que impedem o crescimento e o fortalecimento da atividade no norte do Paraná.

O Núcleo dos Médicos Veterinários de Cornélio Procópio também esteve presente através dos membros Oscar Francisco Balarin, Floriovaldo Calderon, Sergio Hamada e Yassuo Curiaki, sendo que, os dois últimos fazem parte da atual diretoria eleita para o CSA, ocupando respectivamente os cargos de Diretor Técnico de Pecuária e Diretor de Mobilização.

Todas as entidades presentes indicarão dois membros para ocuparem respectivamente o cargo de conselheiro titular e conselheiro suplente junto ao CSA de Cornélio Procópio, para tanto, Rafael Haddad indicou a Bióloga e Diretora Administrativa do IPEVS Lívea Samara de Almeida como conselheira titular e a Bióloga do IPEVS Renata Alfredo como conselheira suplente.

Presidente do IPEVS Rafael Haddad participa da reunião para retomada das atividades do CSA

Fonte: Ascom IPEVS com informações da Delegacia Regional do CRMV de Cornélio Procópio

 






Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

setembro 2018
S T Q Q S S D
« mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

14 de junho de 2012 | nenhum comentário »

IAP comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente

Chefe do IAP, Devanil Bonni; Foto: Cornélio Notícias

Na terça-feira (5), o chefe do Instituto Ambiental do Paraná em Cornélio Procópio, Devanil José Boni, concedeu entrevista ao portal CN e relatou sobre as comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente.

A equipe do IAP tinha programado levar as crianças para fazer o plantio de árvores na Mata São Francisco, porém devido às chuvas, eles não puderam realizar essa atividade, a qual será remarcada para outra data.

Além desta, também vai haver um evento de Educação Ambiental no município de Congonhinhas, no qual o IAP vai participar.

Boni ressalta que as pessoas devem preservar o meio ambiente por toda a vida e não apenas na data marcada no calendário, pois o trabalho de educação ambiental é realizado o ano inteiro, sendo fundamental para a sobrevivência do planeta.

 

Click e e ouça a entrevista de Devanil José Boni http://www.cornelionoticias.com.br/posts/10554/destaque/iap_comemora_o_dia_mundial_do_meio_ambiente/

 

Fonte: Cornélio Notícias


10 de maio de 2012 | nenhum comentário »

Áreas degradadas serão recuperadas

O governo federal pretende implantar dois Centros de Referência para Recuperação de Áreas Degradadas (CRADs) em cada bioma brasileiro até 2015. Como parte desta meta, o Departamento de Florestas do Ministério do Meio Ambiente (MMA), em parceria com o Ministério da Integração Nacional inaugurou, nesta quarta-feira (09/05), o Centro de Referência para Recuperação de Áreas Degradadas (CRAD) unidade Mata Seca. A sede da unidade, localizada no município mineiro de Janaúba (MG), é gerenciada em conjunto pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes – campus Janaúba), pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

“Esse é o sétimo CRAD criado no país com objetivo de promover o desenvolvimento de conhecimento e tecnologias adequadas à recuperação de áreas degradadas”, disse a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira. A formação de recursos humanos (treinamento para a coleta de sementes, produção de mudas, plantio, tratos silviculturais) e promoção de cursos de capacitação para profissionais extencionistas e agricultores são prioridades nas atividades dos CRADs.

O diretor do Departamento de Florestas MMA, Fernando Tatagiba, destaca que a atuação dos Centros, criados dentro de universidades, também busca o desenvolvimento de métodos adequados de recuperação de áreas degradadas de acordo com cada bioma e região brasileira. Para isso, a formação de professores, técnicos e extensionistas para atuar nessa área e a capacitação também de produtores rurais faz parte das atividades desenvolvidas pelos CRADs e seguem as orientações do Plano Nacional de Recuperação de Áreas Degradadas.

Demandas e gargalos – Após o início das atividades do CRAD Mata Seca, representantes dos ministérios do Meio Ambiente e Integração Nacional discutiram as perspectivas para os CRADs frente às novas demandas impostas pelas políticas públicas ambientais e dos gargalos, desafios e casos de sucesso das unidades já em funcionamento em outras regiões. “Assim, teremos subsídios para o desenho de padrões de criação desses centros”, diz Tatagiba.
O encontro, coordenado pelo Departamento de Florestas do MMA é realizado com recursos da Iniciativa Cerrado Sustenável, projeto com recursos do Global Environment Facility (GEF), que tem por objetivo geral promover o aumento da conservação da biodiversidade e melhorar o manejo dos recursos ambientais e naturais do bioma Cerrado, por meio do apoio a políticas e práticas apropriadas, fortalecendo as instituições públicas e da sociedade civil envolvidas com a conservação ambiental.

Atualmente, além do CRAD-Mata Seca, existem outros seis centros: o CRAD-UnB, gerido pela Universidade de Brasília (UnB); o CRAD-Alto São Francisco, coordenado pela Universidade Federal de Lavras (UFLA); o CRAD da Caatinga, gerido pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf); o CRAD-Baixo São Francisco, administrado pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e pela Universidade Federal de Sergipe (UFS); o CRAD-Serra Talhada, coordenado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), e o CRAD-Oeste Baiano, gerido pela Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Fonte: MMA


28 de março de 2012 | nenhum comentário »

IPEVS participa de reunião para retomada das atividades do Conselho de Sanidade Agropecuária de Cornélio Procópio

Na tarde de terça-feira (27/03) foi realizado, no auditório do Sindicato dos Produtores Rurais de Cornélio Procópio (Sindirural), uma reunião do Conselho Municipal de Sanidade Agropecuária (CSA), com a finalidade retomar as atividades e discutir um plano de ação para o grupo, assim como aprovar o estatuto e realizar a eleição da nova diretoria do Conselho.

Entre os presentes, estavam representantes de diversos setores ligados a produção agropecuária no município, além de membros da FAEP e do CSA no Estado.

O médico veterinário da FAEP, Celso de Oliveira, explicitou que nos últimos três anos foram implantados em todo o Estado do Paraná 374 Conselhos Municipais e destes, aproximadamente 40% encontram-se hoje bastantes ativos, desenvolvendo um trabalho de apoio a defesa agropecuária do Estado. “Os demais Conselhos, com o apoio incondicional do Governo do Estado, estão retomando este trabalho de ativação dos mesmos, renovando as diretorias, rediscutindo os planos de ação, pontuando os problemas levantados no município e recebendo todo o apoio necessário para que retomem suas atividades no sentido de tornar o setor agropecuário cada vez mais forte”, concluiu Celso.

O Instituto de Pesquisa em Vida Selvagem e Meio Ambiente se fez presente por meio de seu presidente, o Médico Veterinário Rafael Haddad, o qual salientou a importância da retomada das atividades de todos os CSAs de nossa região, para que, em conjunto, possam resolver problemas graves que impedem o crescimento e o fortalecimento da atividade no norte do Paraná.

O Núcleo dos Médicos Veterinários de Cornélio Procópio também esteve presente através dos membros Oscar Francisco Balarin, Floriovaldo Calderon, Sergio Hamada e Yassuo Curiaki, sendo que, os dois últimos fazem parte da atual diretoria eleita para o CSA, ocupando respectivamente os cargos de Diretor Técnico de Pecuária e Diretor de Mobilização.

Todas as entidades presentes indicarão dois membros para ocuparem respectivamente o cargo de conselheiro titular e conselheiro suplente junto ao CSA de Cornélio Procópio, para tanto, Rafael Haddad indicou a Bióloga e Diretora Administrativa do IPEVS Lívea Samara de Almeida como conselheira titular e a Bióloga do IPEVS Renata Alfredo como conselheira suplente.

Presidente do IPEVS Rafael Haddad participa da reunião para retomada das atividades do CSA

Fonte: Ascom IPEVS com informações da Delegacia Regional do CRMV de Cornélio Procópio