28 de novembro de 2011 | nenhum comentário »

Cobra com mais de três metros e lagarto são capturados na Paraíba

Jiboia foi encontrado na sede do Sindicato dos Bancários.
Polícia Ambiental capturou os animais e vai libertá-los na Mata do Buraquinho.

Funcionários da sede do Sindicato dos Bancários, que fica localizado na avenida Beira Rio, na capital, passaram um susto na manhã deste domingo (27) ao receberem a visita inesperada de uma cobra jiboia de mais de três metros. Em Cabedelo, um tejo foi capturado em uma casa de recepções.

De acordo com as informações do Cabo Chaves da Polícia Ambiental, as pessoas estavam amedrontadas na sede do sindicato com a presença da jiboia e, por volta das 11h30, acionaram a PM. Logo em seguida, a guarnição foi chamada para capturar um tejo que estava em uma casa de recepções nas proximidades da fábrica do Café São Braz em Cabedelo e foi recolhido.

Os dois animais foram recolhidos e levados para o Centro de Triagem do Ibama e depois serão soltos em seu habitat natural, geralmente na Mata do Buraquinho, uma reserva de Mata Atlântica próxima da capital. Nenhum incidente com pessoas foi registrado.

Mais uma jiboia é capturada em João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Mais uma jiboia é capturada em João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Fonte: G1, PB


1 de novembro de 2011 | nenhum comentário »

Falsa cobra coral albina nasce com duas cabeças nos EUA

De acordo com biólogo, cobras com duas cabeças vivem até 20 anos em cativeiro

Uma rara cobra falsa coral albina nasceu com duas cabeças em uma incubadora no estado da Flórida, nos Estados Unidos, uma condição que cientistas dizem ser estranha e poria em perigo a sobrevivência do réptil se não estivesse em cativeiro.

“Está documentado que as serpentes de duas cabeças vivem até 20 anos em cativeiro. Com dois cérebros dando comandos a um só corpo, deve ser uma existência confusa. Esta cobra certamente não poderia sobreviver em um ambiente silvestre”, informou nesta segunda-feira o biólogo americano Daniel Parker.

Parker, da Universidade do Centro da Flórida, disse em comunicado que a cobra (Lampropeltis triangulum hondurensis) nasceu na semana passada depois que uma falsa cobra coral pôs ovos há alguns meses.

O cientista ressaltou que a maioria das cobras com duas cabeças têm uma coloração típica, “tornando extremamente rara” esta serpente.

“Esta poderia ser a mais formosa serpente de duas cabeças que existiu”, destacou.

Parker explicou que as serpentes albinas perdem toda a pigmentação, que no caso das falsas corais são as cores vermelha, laranja e branco.

Serpentes albinas perdem toda a pigmentação, que no caso das falsas corais são as cores vermelha, laranja e branco. Foto: EFE

Fonte: EFE


29 de agosto de 2011 | nenhum comentário »

Cobra de seis metros e de 120 quilos é encontrada por fazendeiro em MT

Cobra pesa mais de 120 quilos e foi capturada pelo Ibama.
Foram necessários oito homens para carregar o animal até a gaiola.

Uma cobra sucuri de seis metros foi capturada em uma fazenda localizada próxima ao município de Guarantã do Norte, a 721 quilômetros de Cuiabá. O proprietário contou que o animal pesa 120 quilos e já estava na fazenda há alguns dias se alimentando, inclusive, de outros bichos como novilha e galinhas.

O dono da fazenda acionou o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) do município, para capturar a cobra após alguns animais terem sido devorados. De acordo com o Ibama, a primeira tentativa de captura foi feita na quarta-feira (24), porém, pelo tamanho e peso do animal não foi possível conseguir dominá-lo.

Ainda conforme a diretoria da instituição foram necessários oito homens para a busca do animal, que se escondia em um córrego e nas pastagens. Após a captura, a cobra foi colocada em uma gaiola e passou por avaliação de biólogos. O Ibama confirmou também que o animal foi solto nesta sexta-feira (26) na Serra do Cachimbo, região Norte de Mato Grosso.

Foram necessários oito homens para carregar o animal até a gaiola. (Foto: Roteiro Notícia/Célio Ribeiro)

Foram necessários oito homens para carregar o animal até a gaiola. (Foto: Roteiro Notícia/Célio Ribeiro)

 Ibama confirmou também que o animal foi solto nesta sexta-feira (26) na Serra do Cachimbo, região Norte de Mato Grosso. (Foto: Roteiro Notícia/Célio Ribeiro)

Ibama confirmou que o animal foi solto nesta sexta-feira (26) na Serra do Cachimbo, região Norte de Mato Grosso. (Foto: Roteiro Notícia/Célio Ribeiro)

Fonte: G1, MT


4 de agosto de 2011 | nenhum comentário »

Fotógrafo captura sapo escapando de cobra na Indonésia

Luta em quintal de Jacarta durou cerca de 20 minutos.

Um fotógrafo conseguiu capturar em seu quintal em Jacarta, na Indonésia, a luta entre um sapo e uma cobra.

Foto de ataque de cobra a sapo no jardim de uma casa em Jacarta, na Indonésia (Foto: Solent/BBC)

Foto de ataque de cobra a sapo no jardim de uma casa em Jacarta, na Indonésia (Foto: Solent/BBC)

O fotógrafo Brizadly Arifin ouviu o barulho emitido pelo sapo e, quando foi verificar a origem do som, viu a cobra tentando comê-lo. Arifin conta que a luta durou cerca de 20 minutos e foi tão feroz que a maioria das fotos que fez ficaram desfocadas.

A luta entre os animais durou cerca de 20 minutos. O sapo conseguiu sobreviver ao ataque (Foto: Solent/BBC)

A luta entre os animais durou cerca de 20 minutos. O sapo conseguiu sobreviver ao ataque (Foto: Solent/BBC)

Segundo o fotógrafo, o sapo parecia muito forte e lutava para se desvencilhar do ataque. Depois de 20 minutos, a cobra finalmente desistiu e soltou a presa. O sapo pulou para longe do arbusto, machucado e coberto de sangue.

Fonte: Da BBC Brasil


9 de junho de 2011 | nenhum comentário »

Indianos resgatam cobra de 3 metros

Animal estava no Rio Mahananada, na cidade de Siliguri.
Píton-indiana não é venenosa e habita o sul asiático.

Três homens foram necessário para segurar esta cobra de 3 metros resgatada nesta quarta-feira (8) no Rio Mahananada, na cidade de Siliguri, no nordeste da Índia. A píton-indiana (Python molurus) não é venenosa e habita o sul da Ásia. (Foto: AFP)

Três homens foram necessário para segurar esta cobra de 3 metros resgatada nesta quarta-feira (8) no Rio Mahananada, na cidade de Siliguri, no nordeste da Índia. A píton-indiana (Python molurus) não é venenosa e habita o sul da Ásia. (Foto: AFP)

 

Fonte: Da AFP.


16 de fevereiro de 2011 | nenhum comentário »

Jiboia é encontrada em caminhão no Norte de Minas Gerais

Uma jiboia, com cerca de 2 metros, assustou os moradores do povoado de Matrona, na Zona Rural de Salinas, no Norte de Minas Gerais. Segundo a Polícia Militar do Meio Ambiente, o réptil foi encontrado próximo a roda de um caminhão quando o proprietário foi trocar o pneu do veículo.

O incidente aconteceu na quarta-feira (9). A polícia foi acionada pelos populares. Os militares disseram que quando chegaram ao local, a cobra estava arisca. A jiboia foi capturada a solta em uma mata no município de Taiobeiras, também no Norte do estado.

Fonte: G1

apocalypse now movie to buy


10 de fevereiro de 2011 | nenhum comentário »

Imagem de raio-x mostra ossos de perna em fóssil de cobra

Pesquisa quer ajudar a explicar como serpentes ‘perderam’ as patas.
Cobras descendem de lagartos, mas não se sabe se terrestres ou aquáticos.

Cientistas usaram uma nova tecnologia de imagem de raio-x para entender melhor como as cobras “perderam” as pernas ao longo da evolução. O objetivo é ajudar a resolver  o debate sobre a origem das serpentes – se elas evoluíram a partir de um lagarto terrestre ou de um que viveu nos oceanos.

As imagens detalhadas em três dimensões revelam que a arquitetura interna de ossos da perna de uma cobra fossilizada se assemelham aos dos modernos lagartos terrestres. O estudo foi publicado na atual edição da publicação “Journal of Vertebrate Paleontology”.

Para gerar a imagem, foi usado um equipamento similar ao de tomografia computadorizada encontrado em hospitais, mas com nível de detalhe muito maior. Foram feitas milhares de imagens planas do fóssil que, combinadas, permitiram montar o modelo tridimensional.

Perna Cobra (Foto: A. Houssaye/Divulgação)

Fóssil Eudopophis descouensi .
(Foto: A. Houssaye/Divulgação)

Existem somente três exemplares de serpentes fósseis com ossos de perna preservada. A Eupodophis descouensi, o fóssil estudado nesta pesquisa, foi descoberto há dez anos em rochas de 95 milhões de anos, no Líbano.

Tem cerca de 50 cm de comprimento total e apresenta uma perna pequena, de cerca de 2 cm de comprimento, ligada à pelve. Esse fóssil é chave para entender a evolução das cobras, pois representa uma etapa intermediária evolutiva quando as serpentes antigas ainda não tinha perdido completamente as pernas que herdaram dos lagartos.

Perna escondida

Embora o fóssil apresente apenas uma perna em sua superfície, a segunda, graças à tecnologia de raio-x, foi encontrada dentro da pedra. Ela é flexionada no joelho e tem quatro ossos do tornozelo, mas não ossos de pé, ou muito menos dedos.

insidious film

A equipe de pesquisadores é liderada por Alexandra Houssaye, do Museu Nacional de História Natural (MNHN) de Paris, e inclui ainda cientistas do European Synchrotron Radiation Facility (ESRF), em Grenoble, e do Instituto de Tecnologia de Karlsruhe (KIT), Alemanha.

Perna Cobra (Foto: Divulgação)

Imagem de ossos da perna da serpente fossilizada,
gerada com o raio-x.(Foto: Divulgação)

Fonte: Globo Natureza


3 de novembro de 2010 | nenhum comentário »

Maior cobra vivendo em cativeiro morre em zoo

O zoológico de Columbus, nos Estados Unidos, anunciou que a maior cobra vivendo em cativeiro morreu nesta quarta-feira. Segundo o zoo, a cobra, uma píton, chamada de Fluffy, que tinha aproximadamente 7 m de comprimento, morreu, aparentemente, segundo o zoo, por causa de um tumor. As informações são da AP.

O Livro dos Recordes – Guinness Book – oficializa a cobra como a maior vivente em cativeiro. O animal pesava 136 kg, tinha 18 anos e estava no zoo de Columbus desde 2007.

Pítons têm como marca os desenhos padrões em suas escamas e, em média não ultrapassam os 5 metros de comprimento. A maior já registrada possuía 9,75 m e vivia na Indonésia, até ser morta em 1912. (Fonte: Portal Terra)

the warrior’s way full hd






Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

agosto 2018
S T Q Q S S D
« mar    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

28 de novembro de 2011 | nenhum comentário »

Cobra com mais de três metros e lagarto são capturados na Paraíba

Jiboia foi encontrado na sede do Sindicato dos Bancários.
Polícia Ambiental capturou os animais e vai libertá-los na Mata do Buraquinho.

Funcionários da sede do Sindicato dos Bancários, que fica localizado na avenida Beira Rio, na capital, passaram um susto na manhã deste domingo (27) ao receberem a visita inesperada de uma cobra jiboia de mais de três metros. Em Cabedelo, um tejo foi capturado em uma casa de recepções.

De acordo com as informações do Cabo Chaves da Polícia Ambiental, as pessoas estavam amedrontadas na sede do sindicato com a presença da jiboia e, por volta das 11h30, acionaram a PM. Logo em seguida, a guarnição foi chamada para capturar um tejo que estava em uma casa de recepções nas proximidades da fábrica do Café São Braz em Cabedelo e foi recolhido.

Os dois animais foram recolhidos e levados para o Centro de Triagem do Ibama e depois serão soltos em seu habitat natural, geralmente na Mata do Buraquinho, uma reserva de Mata Atlântica próxima da capital. Nenhum incidente com pessoas foi registrado.

Mais uma jiboia é capturada em João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Mais uma jiboia é capturada em João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Fonte: G1, PB


1 de novembro de 2011 | nenhum comentário »

Falsa cobra coral albina nasce com duas cabeças nos EUA

De acordo com biólogo, cobras com duas cabeças vivem até 20 anos em cativeiro

Uma rara cobra falsa coral albina nasceu com duas cabeças em uma incubadora no estado da Flórida, nos Estados Unidos, uma condição que cientistas dizem ser estranha e poria em perigo a sobrevivência do réptil se não estivesse em cativeiro.

“Está documentado que as serpentes de duas cabeças vivem até 20 anos em cativeiro. Com dois cérebros dando comandos a um só corpo, deve ser uma existência confusa. Esta cobra certamente não poderia sobreviver em um ambiente silvestre”, informou nesta segunda-feira o biólogo americano Daniel Parker.

Parker, da Universidade do Centro da Flórida, disse em comunicado que a cobra (Lampropeltis triangulum hondurensis) nasceu na semana passada depois que uma falsa cobra coral pôs ovos há alguns meses.

O cientista ressaltou que a maioria das cobras com duas cabeças têm uma coloração típica, “tornando extremamente rara” esta serpente.

“Esta poderia ser a mais formosa serpente de duas cabeças que existiu”, destacou.

Parker explicou que as serpentes albinas perdem toda a pigmentação, que no caso das falsas corais são as cores vermelha, laranja e branco.

Serpentes albinas perdem toda a pigmentação, que no caso das falsas corais são as cores vermelha, laranja e branco. Foto: EFE

Fonte: EFE


29 de agosto de 2011 | nenhum comentário »

Cobra de seis metros e de 120 quilos é encontrada por fazendeiro em MT

Cobra pesa mais de 120 quilos e foi capturada pelo Ibama.
Foram necessários oito homens para carregar o animal até a gaiola.

Uma cobra sucuri de seis metros foi capturada em uma fazenda localizada próxima ao município de Guarantã do Norte, a 721 quilômetros de Cuiabá. O proprietário contou que o animal pesa 120 quilos e já estava na fazenda há alguns dias se alimentando, inclusive, de outros bichos como novilha e galinhas.

O dono da fazenda acionou o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) do município, para capturar a cobra após alguns animais terem sido devorados. De acordo com o Ibama, a primeira tentativa de captura foi feita na quarta-feira (24), porém, pelo tamanho e peso do animal não foi possível conseguir dominá-lo.

Ainda conforme a diretoria da instituição foram necessários oito homens para a busca do animal, que se escondia em um córrego e nas pastagens. Após a captura, a cobra foi colocada em uma gaiola e passou por avaliação de biólogos. O Ibama confirmou também que o animal foi solto nesta sexta-feira (26) na Serra do Cachimbo, região Norte de Mato Grosso.

Foram necessários oito homens para carregar o animal até a gaiola. (Foto: Roteiro Notícia/Célio Ribeiro)

Foram necessários oito homens para carregar o animal até a gaiola. (Foto: Roteiro Notícia/Célio Ribeiro)

 Ibama confirmou também que o animal foi solto nesta sexta-feira (26) na Serra do Cachimbo, região Norte de Mato Grosso. (Foto: Roteiro Notícia/Célio Ribeiro)

Ibama confirmou que o animal foi solto nesta sexta-feira (26) na Serra do Cachimbo, região Norte de Mato Grosso. (Foto: Roteiro Notícia/Célio Ribeiro)

Fonte: G1, MT


4 de agosto de 2011 | nenhum comentário »

Fotógrafo captura sapo escapando de cobra na Indonésia

Luta em quintal de Jacarta durou cerca de 20 minutos.

Um fotógrafo conseguiu capturar em seu quintal em Jacarta, na Indonésia, a luta entre um sapo e uma cobra.

Foto de ataque de cobra a sapo no jardim de uma casa em Jacarta, na Indonésia (Foto: Solent/BBC)

Foto de ataque de cobra a sapo no jardim de uma casa em Jacarta, na Indonésia (Foto: Solent/BBC)

O fotógrafo Brizadly Arifin ouviu o barulho emitido pelo sapo e, quando foi verificar a origem do som, viu a cobra tentando comê-lo. Arifin conta que a luta durou cerca de 20 minutos e foi tão feroz que a maioria das fotos que fez ficaram desfocadas.

A luta entre os animais durou cerca de 20 minutos. O sapo conseguiu sobreviver ao ataque (Foto: Solent/BBC)

A luta entre os animais durou cerca de 20 minutos. O sapo conseguiu sobreviver ao ataque (Foto: Solent/BBC)

Segundo o fotógrafo, o sapo parecia muito forte e lutava para se desvencilhar do ataque. Depois de 20 minutos, a cobra finalmente desistiu e soltou a presa. O sapo pulou para longe do arbusto, machucado e coberto de sangue.

Fonte: Da BBC Brasil


9 de junho de 2011 | nenhum comentário »

Indianos resgatam cobra de 3 metros

Animal estava no Rio Mahananada, na cidade de Siliguri.
Píton-indiana não é venenosa e habita o sul asiático.

Três homens foram necessário para segurar esta cobra de 3 metros resgatada nesta quarta-feira (8) no Rio Mahananada, na cidade de Siliguri, no nordeste da Índia. A píton-indiana (Python molurus) não é venenosa e habita o sul da Ásia. (Foto: AFP)

Três homens foram necessário para segurar esta cobra de 3 metros resgatada nesta quarta-feira (8) no Rio Mahananada, na cidade de Siliguri, no nordeste da Índia. A píton-indiana (Python molurus) não é venenosa e habita o sul da Ásia. (Foto: AFP)

 

Fonte: Da AFP.


16 de fevereiro de 2011 | nenhum comentário »

Jiboia é encontrada em caminhão no Norte de Minas Gerais

Uma jiboia, com cerca de 2 metros, assustou os moradores do povoado de Matrona, na Zona Rural de Salinas, no Norte de Minas Gerais. Segundo a Polícia Militar do Meio Ambiente, o réptil foi encontrado próximo a roda de um caminhão quando o proprietário foi trocar o pneu do veículo.

O incidente aconteceu na quarta-feira (9). A polícia foi acionada pelos populares. Os militares disseram que quando chegaram ao local, a cobra estava arisca. A jiboia foi capturada a solta em uma mata no município de Taiobeiras, também no Norte do estado.

Fonte: G1

apocalypse now movie to buy


10 de fevereiro de 2011 | nenhum comentário »

Imagem de raio-x mostra ossos de perna em fóssil de cobra

Pesquisa quer ajudar a explicar como serpentes ‘perderam’ as patas.
Cobras descendem de lagartos, mas não se sabe se terrestres ou aquáticos.

Cientistas usaram uma nova tecnologia de imagem de raio-x para entender melhor como as cobras “perderam” as pernas ao longo da evolução. O objetivo é ajudar a resolver  o debate sobre a origem das serpentes – se elas evoluíram a partir de um lagarto terrestre ou de um que viveu nos oceanos.

As imagens detalhadas em três dimensões revelam que a arquitetura interna de ossos da perna de uma cobra fossilizada se assemelham aos dos modernos lagartos terrestres. O estudo foi publicado na atual edição da publicação “Journal of Vertebrate Paleontology”.

Para gerar a imagem, foi usado um equipamento similar ao de tomografia computadorizada encontrado em hospitais, mas com nível de detalhe muito maior. Foram feitas milhares de imagens planas do fóssil que, combinadas, permitiram montar o modelo tridimensional.

Perna Cobra (Foto: A. Houssaye/Divulgação)

Fóssil Eudopophis descouensi .
(Foto: A. Houssaye/Divulgação)

Existem somente três exemplares de serpentes fósseis com ossos de perna preservada. A Eupodophis descouensi, o fóssil estudado nesta pesquisa, foi descoberto há dez anos em rochas de 95 milhões de anos, no Líbano.

Tem cerca de 50 cm de comprimento total e apresenta uma perna pequena, de cerca de 2 cm de comprimento, ligada à pelve. Esse fóssil é chave para entender a evolução das cobras, pois representa uma etapa intermediária evolutiva quando as serpentes antigas ainda não tinha perdido completamente as pernas que herdaram dos lagartos.

Perna escondida

Embora o fóssil apresente apenas uma perna em sua superfície, a segunda, graças à tecnologia de raio-x, foi encontrada dentro da pedra. Ela é flexionada no joelho e tem quatro ossos do tornozelo, mas não ossos de pé, ou muito menos dedos.

insidious film

A equipe de pesquisadores é liderada por Alexandra Houssaye, do Museu Nacional de História Natural (MNHN) de Paris, e inclui ainda cientistas do European Synchrotron Radiation Facility (ESRF), em Grenoble, e do Instituto de Tecnologia de Karlsruhe (KIT), Alemanha.

Perna Cobra (Foto: Divulgação)

Imagem de ossos da perna da serpente fossilizada,
gerada com o raio-x.(Foto: Divulgação)

Fonte: Globo Natureza


3 de novembro de 2010 | nenhum comentário »

Maior cobra vivendo em cativeiro morre em zoo

O zoológico de Columbus, nos Estados Unidos, anunciou que a maior cobra vivendo em cativeiro morreu nesta quarta-feira. Segundo o zoo, a cobra, uma píton, chamada de Fluffy, que tinha aproximadamente 7 m de comprimento, morreu, aparentemente, segundo o zoo, por causa de um tumor. As informações são da AP.

O Livro dos Recordes – Guinness Book – oficializa a cobra como a maior vivente em cativeiro. O animal pesava 136 kg, tinha 18 anos e estava no zoo de Columbus desde 2007.

Pítons têm como marca os desenhos padrões em suas escamas e, em média não ultrapassam os 5 metros de comprimento. A maior já registrada possuía 9,75 m e vivia na Indonésia, até ser morta em 1912. (Fonte: Portal Terra)

the warrior’s way full hd