28 de março de 2012 | nenhum comentário »

Museu de História Natural de Londres expõe tesouros de concurso de fotos

Realizada desde 1964, Wildlife Photographer of the Year é uma das mais importantes e concorridas competições do gênero no mundo.

O Museu de História Natural de Londres selecionou algumas das melhores imagens do seu tradicional concurso Wildlife Photographer of the Year (Fotógrafo de Vida Selvagem do Ano), que existe desde 1964. A competição premia fotógrafos que retratam a natureza.

No total, 80 fotos estão sendo exibidas em uma mostra do museu intitulada Wild Planet (Planeta Selvagem). Todas as imagens, que foram selecionadas pelo zoólogo Chris Packham, foram premiadas em edições passadas do concurso.

A exposição no prédio do Museu abriu na sexta-feira passada e ficará em cartaz até o final de setembro. As legendas das fotos trazem uma breve explicação sobre como os fotógrafos fizeram para capturar as imagens.

O Museu de História Natural de Londres selecionou algumas das melhores imagens do seu tradicional concurso Wildlife Photographer of the Year, que existe há décadas. Esta imagem, intitulada "Cruzamento Zebra", foi feita na Tanzânia pela fotógrafa britânica Anup Shah. O objetivo dela era mostrar como as formigas veem os animais. (Foto: Anup Shah)

O Museu de História Natural de Londres selecionou algumas das melhores imagens do seu tradicional concurso Wildlife Photographer of the Year, que existe há décadas. Esta imagem, intitulada "Cruzamento Zebra", foi feita na Tanzânia pela fotógrafa britânica Anup Shah. O objetivo dela era mostrar como as formigas veem os animais. (Foto: Anup Shah)

Edwin Giesbers enfrentou uma forte chuva quando decidiu fotografar cogumelos próximos à sua casa, na Holanda. "Eu percebi este cogumelo e depois vi que havia um sapo", conta ele. "Eu me aproximei muito lentamente e usei uma velocidade baixa da câmera para mostrar a chuva".  (Foto: Edwin Giesbers)

Edwin Giesbers enfrentou uma forte chuva quando decidiu fotografar cogumelos próximos à sua casa, na Holanda. "Eu percebi este cogumelo e depois vi que havia um sapo", conta ele. "Eu me aproximei muito lentamente e usei uma velocidade baixa da câmera para mostrar a chuva". (Foto: Edwin Giesbers)

3. Este elefante asiático estava tomando um banho quando o fotógrafo americano Jeff Yonover o flagrou.  Yonover conseguiu retratar o exato momento em que a tromba do elefante funcionou como um "snorkel". (Foto: Jeff Yonover)

3. Este elefante asiático estava tomando um banho quando o fotógrafo americano Jeff Yonover o flagrou. Yonover conseguiu retratar o exato momento em que a tromba do elefante funcionou como um "snorkel". (Foto: Jeff Yonover)

Rinocerontes pretos, uma espécie ameaçada de extinção, são criaturas solitárias, segundo o fotógrafo sul-africano Wynand du Plessis. Mas na Namíbia, ele encontrou vários rinocerontes do tipo que se relacionavam bem entre si e com outros animais.  (Foto: Wynand du Plessis)

Rinocerontes pretos, uma espécie ameaçada de extinção, são criaturas solitárias, segundo o fotógrafo sul-africano Wynand du Plessis. Mas na Namíbia, ele encontrou vários rinocerontes do tipo que se relacionavam bem entre si e com outros animais. (Foto: Wynand du Plessis)

O cadaver de uma baleia-cinzenta atraiu esta multidão inusitada no Alasca. Ursos polares costumam ser solitários e caçam sobre o mar congelado. Mas este grupo flagrado pelo fotógrafo americano Howie Garber contem vários machos, pelo menos uma fêmea e alguns filhotes. (Foto: Howie Garber)

O cadaver de uma baleia-cinzenta atraiu esta multidão inusitada no Alasca. Ursos polares costumam ser solitários e caçam sobre o mar congelado. Mas este grupo flagrado pelo fotógrafo americano Howie Garber contem vários machos, pelo menos uma fêmea e alguns filhotes. (Foto: Howie Garber)

Em uma noite fria de fevereiro na província canadense de Terra Nova, este padrão se formou em uma janela na casa de Helen Jones. "Esta imagem em formato de pena apareceu quando o sol começou a nascer e brilhar através do gelo", disse ela. "Eu precisei tirar esta foto imediatamente, porque não ia demorar muito até o gelo começar a derreter". (Foto: Helen Jones)

Em uma noite fria de fevereiro na província canadense de Terra Nova, este padrão se formou em uma janela na casa de Helen Jones. "Esta imagem em formato de pena apareceu quando o sol começou a nascer e brilhar através do gelo", disse ela. "Eu precisei tirar esta foto imediatamente, porque não ia demorar muito até o gelo começar a derreter". (Foto: Helen Jones)

Estes peixes estão comendo algas e parasitas da casca e da pele de uma tartaruga. A foto foi tirada por Andre Seale, que capturou as imagens no Havaí. Este comportamento ajuda tanto a tartaruga a ficar mais limpa e saudável, como fornece refeição aos peixes. (Foto: Andre Seale)

Estes peixes estão comendo algas e parasitas da casca e da pele de uma tartaruga. A foto foi tirada por Andre Seale, que capturou as imagens no Havaí. Este comportamento ajuda tanto a tartaruga a ficar mais limpa e saudável, como fornece refeição aos peixes. (Foto: Andre Seale)

Fonte: BBC


15 de junho de 2011 | nenhum comentário »

Instituto Butantan faz votação para escolher nome de jararaca

Público poderá escolher entre Jack, Homer, Neymar, Fiuk, Aureo e Yubá.
Eleição vai até 26 de junho; resultado será anunciado no dia 1° de julho.

O público que frequenta o Instituto Butantan, na Zona Oeste de São Paulo, terá a oportunidade de eleger o nome do mais novo animal do centro de pesquisas: uma cobra jararaca-ilhoa. Segundo a organização, as pessoas poderão escolher entre Aureo, Yubá, Jack, Fiuk, Homer e Neymar.

Para votar, as pessoas poderão acessar o site do órgão ou preencher uma cédula que estará disponível no Museu Biológico. A votação acontecerá até o dia 26 de junho. O resultado, segundo o instituto, será anunciado no dia 1° de julho, data em que o animal completa quatro meses de vida.

De acordo com o órgão, a espécie é originária da Ilha da Queimada Grande, no Litoral Sul do estado paulista. O animal, no entanto, nasceu em cativeiro, depois de um trabalho de conservação ambiental do Laboratório de Herpetologia do Instituto Butantan.

Serviço
Museu Biológico do Instituto Butantan
De terça a domingo, das 9h às 16h30
Entrada: R$ 6, estudantes pagam R$ 2,50, crianças até 7 anos, idosos a partir de 60 e pessoas com necessidades especiais não pagam
Endereço: Avenida Vital Brasil, 1500.

Votação para escolher o nome de jararaca-ilhoa irá até dia 26 de junho (Foto: Divulgação/ Instituto Butantan)

Votação para escolher o nome de jararaca-ilhoa irá até dia 26 de junho (Foto: Divulgação/ Instituto Butantan)

Fonte: Do G1, SP


25 de abril de 2011 | nenhum comentário »

Zoo de Salvador abre concurso para escolher nome de 2 filhotes de onça

No zoológico de Salvador estão registrados mais de 1612 animais de 164 espécies. Todos esses animais estão disponíveis para visitação. Dois novos integrantes fazem parte da família. São dois filhotes de onça preta, espécie que está em extinção.

Esses novos integrantes ainda não estão em exposição, mas o público poderá escolher seus nomes através de votação que está disponível no site do zoológico. Entre os nomes disponíveis para escolha estão: Aci, Aimoré, Ibotira, Kamala, Maiara e Tainá.

O coordenador do zoológico, Gerson Norberto, conta como fazer para poder participar do concurso. “O concurso está aberto e deve demorar cerca de 15 dias para podermos escolher o nome do filhote, porque esse é o tempo que vamos ter para ambientar os animais ao novo espaço. O novo espaço é um lugar mais seguro para esses filhotes crescerem saudáveis e ficarem aptos para serem encaminhados para soltura.”

Quem for ao zoológico de Salvador conhecerá ainda o aviário, espaço novo que existe há aproximadamente um ano. O aviário é diferente porque é uma área aberta onde os pássaros podem voar livremente. As aves dispostas são dóceis e não causam nenhum problema para os visitantes.

O coordenador do zoológico explica qual a o objetivo desse novo espaço. Ele conta que o objetivo é ambientar os animais para soltura porque a ave ganha musculatura no peito e ela ainda aprende a buscar seu alimento. Ele explica que logo depois de um período de aprendizado, as aves são transferidas para soltura.

Desde 2010 mais de 300 animais nasceram no zoológico. Gerson conta o que se faz com esses animais. “Além de atividades de educação e lazer os principais trabalhos do parque é o de preservação. Envolvemos os animais aqui e depois disponibilizamos a soltura em todo Brasil”.

Fonte: G1


23 de novembro de 2010 | nenhum comentário »

Curitiba/PR é escolhida a cidade mais verde entre 17 outras da América Latina

A cidade de Curitiba, capital do Paraná, obteve neste domingo (22) a distinção de metrópole mais verde entre outras 17 da América Latina, segundo um estudo sobre meio ambiente apresentado pela empresa alemã Siemens e a unidade de estudos da revista britânica “The Economist”.

No marco da Cúpula Climática Mundial de Prefeitos (CCLIMA), realizada no México, se apresentou pela primeira vez o Green City Index (GCI) da América Latina, classificando Curitiba, com 1,7 milhão de habitantes, como a única cidade “muito acima” da média quanto a normas ambientais.

Seguida dela, no segundo dos cinco níveis, ficaram outro grupo de cidades como Bogotá, capital da Colômbia; e Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo.

Resultados “aceitáveis” na classificação foram obtidos pela colombiana Medellín, Cidade do México, Puebla e Monterrey, Porto Alegre, Quito e Santiago do Chile, colocadas no terceiro nível.

“Abaixo da média”, o quarto nível em termos ambientais, ficaram Buenos Aires e Montevidéu, enquanto a mexicana Guadalajara e Lima, capital do Peru, estiveram um nível mais abaixo, “muito abaixo” da média, no nível mais baixo.

O novo índice considerou as variáveis de eficiência energética e emissões de dióxido de carbono (CO2), uso do solo e edifícios, tráfego, resíduos, água, situação das águas residuais, qualidade do ar e agenda meio ambiental de Governo.

O GCI pretende se transformar em um indicador que ajude a conscientizar as autoridades municipais sobre as necessidades de desenvolver políticas sustentáveis, explicaram os responsáveis pelo estudo.

“A ferramenta permitirá às cidades aprender mais de suas respectivas situações e fomentará a troca sobre estratégias eficazes partindo de uma base objetiva”, disse Pedro Miranda, executivo da Siemens e diretor do estudo.

Segundo Leo Abruzzese, diretor global da Unidade de Inteligência de “The Economist”, “o estudo demonstra que as cidades que seguem uma colocação integral alcançam resultados muito notáveis”.

A metodologia do GCI foi empregada pela primeira vez com cidades europeias há um ano em outro estudo apresentado pela Siemens e “The Economist” com o apoio da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) e o Banco Mundial (BM).

faster film divx

Aquela vez se tornou público o resultado em Copenhague dentro da 15ª Conferência das Partes da ONU sobre a Mudança Climática realizada em dezembro de 2009. (Fonte: Folha.com)


17 de novembro de 2010 | nenhum comentário »

SANEPAR PROMOVE CONCURSO DE REDAÇÃO

No período de 21 de setembro a 24 de novembro de 2010, foi lançado o primeiro “Concurso Cultural SANEPAR” de redação sobre assuntos de interesse socioambientais. O objetivo do concurso promovido foi de sensibilização da comunidade paranaense para produção de textos a respeito dos mananciais de abastecimento público, práticas sustentáveis dentro das micro-bacias do estado e conservação da água.

O tema da redação para o concurso foi “Mananciais: Cuidado de hoje, garantia de água para amanhã”. Somente as redações finalistas de cada região foram encaminhados para concorrer a premiação da fase estadual.

Cidades de toda região do norte do Paraná representadas por escolas estaduais de Cornélio Procópio, Assaí, Bandeirantes, Congonhinhas, Santa Mariana, São Jerônimo da Serra e Uraí participaram do concurso de redação.

Participaram da banca examinadora das redações selecionadas o presidente  e a diretora administrativa do IPEVS, Rafael Haddad e Lívea S. de Almeida; Clara Faria e Carmem Rodrigues Froes Pedrão, ambas do Núcleo Regional de Educação; Crislaine Mendes, Zenite Sandra de Andrade e Richard Poli Soares, da Sanepar.

Foram classificados para a fase estadual os seguintes alunos: Keila Felipe do Carmo e Giovana Sanna Maia do Colégio Estadual Joaquim Maria Machado de Assis e Vagner Pires de Campos Júnior do C. E. Professor Mailon Medeiros. Além da classificação para a fase final, os alunos receberam como prêmio uma bicicleta e certificados de participação.

Por Danúbbia Diniz (IPEVS)

dscf3964

dscf3968

download movie the next three days

dscf3981


12 de maio de 2010 | nenhum comentário »

Concurso sobre biodiversidade inscreve até 1º de setembro

Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), Museu da Vida da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Museu de Ciências e Tecnologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) organizam concurso

the fast and the furious: tokyo drift download full film

A iniciativa tem o apoio do jornal “O Globo”. A escolha do tema aproveita que 2010 é o Ano Internacional da Biodiversidade. O Brasil é um dos países com maior diversidade biológica no mundo. Com outras 16 nações, reúne 70% das espécies animais e vegetais do planeta.

the man from nowhere (ajeossi) download dvdrip
download the movie the despicable me

Os participantes serão divididos em duas categorias. A primeira, chamada “Animais e plantas na ponta do lápis”, é voltada a artistas de 7 a 12 anos e, nela, cada interessado pode concorrer com um desenho sobre a biodiversidade. Na segunda categoria, “A biodiversidade por trás da câmera”, jovens de 13 a 17 anos podem enviar até três fotografias sobre o tema.

A promoção faz parte das atividades da 7ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia e Inovação (SNCTI), que ocorre de 18 a 24 de outubro em todo o país, e tem como tema central “Ciência para o desenvolvimento sustentável”. Os trabalhos podem ser enviados até 1º de setembro (vale a data de postagem nos correios). Os melhores trabalhos (desenhos e fotos) serão expostos na 7ª SNCTI, no Rio de Janeiro.

O primeiro lugar de cada uma das categorias ganha uma viagem, com direito a um acompanhante adulto, para conhecer espaços de ciência no Brasil. O vencedor pode escolher uma opção entre as alternativas oferecidas: 1) Museu da Vida e Jardim Botânico, no Rio de Janeiro; 2) Museu de Ciências e Tecnologia da PUC-RS e Planetário da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre; 3) Museu Paraense Emilio Goeldi (MPEG), em Belém (PA) e 4) Estação Ciência e Instituto Butantan, em São Paulo.

O segundo lugar de cada categoria recebe um kit com dois livros, camiseta, três cadernos e “mouse pad”. O terceiro lugar de cada categoria ganha um kit Biodiversidade com livro, camiseta, caderno e “mouse pad”.

full movie
watch the man from nowhere (ajeossi)

Mais informações na página www.museudavida.fiocruz.br/concursobiodiversidade

watch whole film of the green hornet

buy just go with it the movie






Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

maio 2020
S T Q Q S S D
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

28 de março de 2012 | nenhum comentário »

Museu de História Natural de Londres expõe tesouros de concurso de fotos

Realizada desde 1964, Wildlife Photographer of the Year é uma das mais importantes e concorridas competições do gênero no mundo.

O Museu de História Natural de Londres selecionou algumas das melhores imagens do seu tradicional concurso Wildlife Photographer of the Year (Fotógrafo de Vida Selvagem do Ano), que existe desde 1964. A competição premia fotógrafos que retratam a natureza.

No total, 80 fotos estão sendo exibidas em uma mostra do museu intitulada Wild Planet (Planeta Selvagem). Todas as imagens, que foram selecionadas pelo zoólogo Chris Packham, foram premiadas em edições passadas do concurso.

A exposição no prédio do Museu abriu na sexta-feira passada e ficará em cartaz até o final de setembro. As legendas das fotos trazem uma breve explicação sobre como os fotógrafos fizeram para capturar as imagens.

O Museu de História Natural de Londres selecionou algumas das melhores imagens do seu tradicional concurso Wildlife Photographer of the Year, que existe há décadas. Esta imagem, intitulada "Cruzamento Zebra", foi feita na Tanzânia pela fotógrafa britânica Anup Shah. O objetivo dela era mostrar como as formigas veem os animais. (Foto: Anup Shah)

O Museu de História Natural de Londres selecionou algumas das melhores imagens do seu tradicional concurso Wildlife Photographer of the Year, que existe há décadas. Esta imagem, intitulada "Cruzamento Zebra", foi feita na Tanzânia pela fotógrafa britânica Anup Shah. O objetivo dela era mostrar como as formigas veem os animais. (Foto: Anup Shah)

Edwin Giesbers enfrentou uma forte chuva quando decidiu fotografar cogumelos próximos à sua casa, na Holanda. "Eu percebi este cogumelo e depois vi que havia um sapo", conta ele. "Eu me aproximei muito lentamente e usei uma velocidade baixa da câmera para mostrar a chuva".  (Foto: Edwin Giesbers)

Edwin Giesbers enfrentou uma forte chuva quando decidiu fotografar cogumelos próximos à sua casa, na Holanda. "Eu percebi este cogumelo e depois vi que havia um sapo", conta ele. "Eu me aproximei muito lentamente e usei uma velocidade baixa da câmera para mostrar a chuva". (Foto: Edwin Giesbers)

3. Este elefante asiático estava tomando um banho quando o fotógrafo americano Jeff Yonover o flagrou.  Yonover conseguiu retratar o exato momento em que a tromba do elefante funcionou como um "snorkel". (Foto: Jeff Yonover)

3. Este elefante asiático estava tomando um banho quando o fotógrafo americano Jeff Yonover o flagrou. Yonover conseguiu retratar o exato momento em que a tromba do elefante funcionou como um "snorkel". (Foto: Jeff Yonover)

Rinocerontes pretos, uma espécie ameaçada de extinção, são criaturas solitárias, segundo o fotógrafo sul-africano Wynand du Plessis. Mas na Namíbia, ele encontrou vários rinocerontes do tipo que se relacionavam bem entre si e com outros animais.  (Foto: Wynand du Plessis)

Rinocerontes pretos, uma espécie ameaçada de extinção, são criaturas solitárias, segundo o fotógrafo sul-africano Wynand du Plessis. Mas na Namíbia, ele encontrou vários rinocerontes do tipo que se relacionavam bem entre si e com outros animais. (Foto: Wynand du Plessis)

O cadaver de uma baleia-cinzenta atraiu esta multidão inusitada no Alasca. Ursos polares costumam ser solitários e caçam sobre o mar congelado. Mas este grupo flagrado pelo fotógrafo americano Howie Garber contem vários machos, pelo menos uma fêmea e alguns filhotes. (Foto: Howie Garber)

O cadaver de uma baleia-cinzenta atraiu esta multidão inusitada no Alasca. Ursos polares costumam ser solitários e caçam sobre o mar congelado. Mas este grupo flagrado pelo fotógrafo americano Howie Garber contem vários machos, pelo menos uma fêmea e alguns filhotes. (Foto: Howie Garber)

Em uma noite fria de fevereiro na província canadense de Terra Nova, este padrão se formou em uma janela na casa de Helen Jones. "Esta imagem em formato de pena apareceu quando o sol começou a nascer e brilhar através do gelo", disse ela. "Eu precisei tirar esta foto imediatamente, porque não ia demorar muito até o gelo começar a derreter". (Foto: Helen Jones)

Em uma noite fria de fevereiro na província canadense de Terra Nova, este padrão se formou em uma janela na casa de Helen Jones. "Esta imagem em formato de pena apareceu quando o sol começou a nascer e brilhar através do gelo", disse ela. "Eu precisei tirar esta foto imediatamente, porque não ia demorar muito até o gelo começar a derreter". (Foto: Helen Jones)

Estes peixes estão comendo algas e parasitas da casca e da pele de uma tartaruga. A foto foi tirada por Andre Seale, que capturou as imagens no Havaí. Este comportamento ajuda tanto a tartaruga a ficar mais limpa e saudável, como fornece refeição aos peixes. (Foto: Andre Seale)

Estes peixes estão comendo algas e parasitas da casca e da pele de uma tartaruga. A foto foi tirada por Andre Seale, que capturou as imagens no Havaí. Este comportamento ajuda tanto a tartaruga a ficar mais limpa e saudável, como fornece refeição aos peixes. (Foto: Andre Seale)

Fonte: BBC


15 de junho de 2011 | nenhum comentário »

Instituto Butantan faz votação para escolher nome de jararaca

Público poderá escolher entre Jack, Homer, Neymar, Fiuk, Aureo e Yubá.
Eleição vai até 26 de junho; resultado será anunciado no dia 1° de julho.

O público que frequenta o Instituto Butantan, na Zona Oeste de São Paulo, terá a oportunidade de eleger o nome do mais novo animal do centro de pesquisas: uma cobra jararaca-ilhoa. Segundo a organização, as pessoas poderão escolher entre Aureo, Yubá, Jack, Fiuk, Homer e Neymar.

Para votar, as pessoas poderão acessar o site do órgão ou preencher uma cédula que estará disponível no Museu Biológico. A votação acontecerá até o dia 26 de junho. O resultado, segundo o instituto, será anunciado no dia 1° de julho, data em que o animal completa quatro meses de vida.

De acordo com o órgão, a espécie é originária da Ilha da Queimada Grande, no Litoral Sul do estado paulista. O animal, no entanto, nasceu em cativeiro, depois de um trabalho de conservação ambiental do Laboratório de Herpetologia do Instituto Butantan.

Serviço
Museu Biológico do Instituto Butantan
De terça a domingo, das 9h às 16h30
Entrada: R$ 6, estudantes pagam R$ 2,50, crianças até 7 anos, idosos a partir de 60 e pessoas com necessidades especiais não pagam
Endereço: Avenida Vital Brasil, 1500.

Votação para escolher o nome de jararaca-ilhoa irá até dia 26 de junho (Foto: Divulgação/ Instituto Butantan)

Votação para escolher o nome de jararaca-ilhoa irá até dia 26 de junho (Foto: Divulgação/ Instituto Butantan)

Fonte: Do G1, SP


25 de abril de 2011 | nenhum comentário »

Zoo de Salvador abre concurso para escolher nome de 2 filhotes de onça

No zoológico de Salvador estão registrados mais de 1612 animais de 164 espécies. Todos esses animais estão disponíveis para visitação. Dois novos integrantes fazem parte da família. São dois filhotes de onça preta, espécie que está em extinção.

Esses novos integrantes ainda não estão em exposição, mas o público poderá escolher seus nomes através de votação que está disponível no site do zoológico. Entre os nomes disponíveis para escolha estão: Aci, Aimoré, Ibotira, Kamala, Maiara e Tainá.

O coordenador do zoológico, Gerson Norberto, conta como fazer para poder participar do concurso. “O concurso está aberto e deve demorar cerca de 15 dias para podermos escolher o nome do filhote, porque esse é o tempo que vamos ter para ambientar os animais ao novo espaço. O novo espaço é um lugar mais seguro para esses filhotes crescerem saudáveis e ficarem aptos para serem encaminhados para soltura.”

Quem for ao zoológico de Salvador conhecerá ainda o aviário, espaço novo que existe há aproximadamente um ano. O aviário é diferente porque é uma área aberta onde os pássaros podem voar livremente. As aves dispostas são dóceis e não causam nenhum problema para os visitantes.

O coordenador do zoológico explica qual a o objetivo desse novo espaço. Ele conta que o objetivo é ambientar os animais para soltura porque a ave ganha musculatura no peito e ela ainda aprende a buscar seu alimento. Ele explica que logo depois de um período de aprendizado, as aves são transferidas para soltura.

Desde 2010 mais de 300 animais nasceram no zoológico. Gerson conta o que se faz com esses animais. “Além de atividades de educação e lazer os principais trabalhos do parque é o de preservação. Envolvemos os animais aqui e depois disponibilizamos a soltura em todo Brasil”.

Fonte: G1


23 de novembro de 2010 | nenhum comentário »

Curitiba/PR é escolhida a cidade mais verde entre 17 outras da América Latina

A cidade de Curitiba, capital do Paraná, obteve neste domingo (22) a distinção de metrópole mais verde entre outras 17 da América Latina, segundo um estudo sobre meio ambiente apresentado pela empresa alemã Siemens e a unidade de estudos da revista britânica “The Economist”.

No marco da Cúpula Climática Mundial de Prefeitos (CCLIMA), realizada no México, se apresentou pela primeira vez o Green City Index (GCI) da América Latina, classificando Curitiba, com 1,7 milhão de habitantes, como a única cidade “muito acima” da média quanto a normas ambientais.

Seguida dela, no segundo dos cinco níveis, ficaram outro grupo de cidades como Bogotá, capital da Colômbia; e Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo.

Resultados “aceitáveis” na classificação foram obtidos pela colombiana Medellín, Cidade do México, Puebla e Monterrey, Porto Alegre, Quito e Santiago do Chile, colocadas no terceiro nível.

“Abaixo da média”, o quarto nível em termos ambientais, ficaram Buenos Aires e Montevidéu, enquanto a mexicana Guadalajara e Lima, capital do Peru, estiveram um nível mais abaixo, “muito abaixo” da média, no nível mais baixo.

O novo índice considerou as variáveis de eficiência energética e emissões de dióxido de carbono (CO2), uso do solo e edifícios, tráfego, resíduos, água, situação das águas residuais, qualidade do ar e agenda meio ambiental de Governo.

O GCI pretende se transformar em um indicador que ajude a conscientizar as autoridades municipais sobre as necessidades de desenvolver políticas sustentáveis, explicaram os responsáveis pelo estudo.

“A ferramenta permitirá às cidades aprender mais de suas respectivas situações e fomentará a troca sobre estratégias eficazes partindo de uma base objetiva”, disse Pedro Miranda, executivo da Siemens e diretor do estudo.

Segundo Leo Abruzzese, diretor global da Unidade de Inteligência de “The Economist”, “o estudo demonstra que as cidades que seguem uma colocação integral alcançam resultados muito notáveis”.

A metodologia do GCI foi empregada pela primeira vez com cidades europeias há um ano em outro estudo apresentado pela Siemens e “The Economist” com o apoio da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) e o Banco Mundial (BM).

faster film divx

Aquela vez se tornou público o resultado em Copenhague dentro da 15ª Conferência das Partes da ONU sobre a Mudança Climática realizada em dezembro de 2009. (Fonte: Folha.com)


17 de novembro de 2010 | nenhum comentário »

SANEPAR PROMOVE CONCURSO DE REDAÇÃO

No período de 21 de setembro a 24 de novembro de 2010, foi lançado o primeiro “Concurso Cultural SANEPAR” de redação sobre assuntos de interesse socioambientais. O objetivo do concurso promovido foi de sensibilização da comunidade paranaense para produção de textos a respeito dos mananciais de abastecimento público, práticas sustentáveis dentro das micro-bacias do estado e conservação da água.

O tema da redação para o concurso foi “Mananciais: Cuidado de hoje, garantia de água para amanhã”. Somente as redações finalistas de cada região foram encaminhados para concorrer a premiação da fase estadual.

Cidades de toda região do norte do Paraná representadas por escolas estaduais de Cornélio Procópio, Assaí, Bandeirantes, Congonhinhas, Santa Mariana, São Jerônimo da Serra e Uraí participaram do concurso de redação.

Participaram da banca examinadora das redações selecionadas o presidente  e a diretora administrativa do IPEVS, Rafael Haddad e Lívea S. de Almeida; Clara Faria e Carmem Rodrigues Froes Pedrão, ambas do Núcleo Regional de Educação; Crislaine Mendes, Zenite Sandra de Andrade e Richard Poli Soares, da Sanepar.

Foram classificados para a fase estadual os seguintes alunos: Keila Felipe do Carmo e Giovana Sanna Maia do Colégio Estadual Joaquim Maria Machado de Assis e Vagner Pires de Campos Júnior do C. E. Professor Mailon Medeiros. Além da classificação para a fase final, os alunos receberam como prêmio uma bicicleta e certificados de participação.

Por Danúbbia Diniz (IPEVS)

dscf3964

dscf3968

download movie the next three days

dscf3981


12 de maio de 2010 | nenhum comentário »

Concurso sobre biodiversidade inscreve até 1º de setembro

Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), Museu da Vida da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Museu de Ciências e Tecnologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) organizam concurso

the fast and the furious: tokyo drift download full film

A iniciativa tem o apoio do jornal “O Globo”. A escolha do tema aproveita que 2010 é o Ano Internacional da Biodiversidade. O Brasil é um dos países com maior diversidade biológica no mundo. Com outras 16 nações, reúne 70% das espécies animais e vegetais do planeta.

the man from nowhere (ajeossi) download dvdrip
download the movie the despicable me

Os participantes serão divididos em duas categorias. A primeira, chamada “Animais e plantas na ponta do lápis”, é voltada a artistas de 7 a 12 anos e, nela, cada interessado pode concorrer com um desenho sobre a biodiversidade. Na segunda categoria, “A biodiversidade por trás da câmera”, jovens de 13 a 17 anos podem enviar até três fotografias sobre o tema.

A promoção faz parte das atividades da 7ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia e Inovação (SNCTI), que ocorre de 18 a 24 de outubro em todo o país, e tem como tema central “Ciência para o desenvolvimento sustentável”. Os trabalhos podem ser enviados até 1º de setembro (vale a data de postagem nos correios). Os melhores trabalhos (desenhos e fotos) serão expostos na 7ª SNCTI, no Rio de Janeiro.

O primeiro lugar de cada uma das categorias ganha uma viagem, com direito a um acompanhante adulto, para conhecer espaços de ciência no Brasil. O vencedor pode escolher uma opção entre as alternativas oferecidas: 1) Museu da Vida e Jardim Botânico, no Rio de Janeiro; 2) Museu de Ciências e Tecnologia da PUC-RS e Planetário da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre; 3) Museu Paraense Emilio Goeldi (MPEG), em Belém (PA) e 4) Estação Ciência e Instituto Butantan, em São Paulo.

O segundo lugar de cada categoria recebe um kit com dois livros, camiseta, três cadernos e “mouse pad”. O terceiro lugar de cada categoria ganha um kit Biodiversidade com livro, camiseta, caderno e “mouse pad”.

full movie
watch the man from nowhere (ajeossi)

Mais informações na página www.museudavida.fiocruz.br/concursobiodiversidade

watch whole film of the green hornet

buy just go with it the movie