26 de setembro de 2012 | nenhum comentário »

Degelo no Ártico ameaça focas aneladas, aponta estudo

Cientistas da Universidade de Washington dizem que, se ritmo do derretimento continuar, área de reprodução dos animais deve ser reduzida em 70%

O derretimento no Ártico pode provocar o desaparecimento de mais de dois terços da área coberta de neve utilizada pelas focas aneladas para reprodução. Esses animais usam a neve acumulada para abrir pequenos túneis, onde criam e protegem seus filhotes. O degelo deixa o animal desabrigado e diminui suas chances de procriação e preservação. O alerta foi feito por um estudo publicado pela revista Geophysical Research Letters.

Os túneis cavados pelas focas são vitais para a sobrevivência dos animais, segundo Cecilia Bitz, professora de ciências atmosféricas da Universidade de Washington e coautora do estudo. De acordo com a pesquisa, a área do Ártico que acumula pelo menos 20 centímetros de neve, quantidade mínima para servir às focas aneladas, diminuirá em pelo menos 70% até o final deste século.

Além de reduzir a área de reprodução, as mudanças no regime de precipitação de neve também ameaçam a criação dos filhotes. Isso porque, segundo o estudo, os invernos serão mais curtos, e a neve deve derreter mais cedo no ano. Assim, as cavernas podem não durar até que os filhotes estejam preparados para deixar os abrigos. Além disso, é previsto um aumento das chuvas, o que causaria o colapso dos túneis.

Alterações na quantidade de neve podem influir no próprio processo de degelo do Ártico. A neve, segundo Paul Hezel, também da Universidade de Washington e autor da pesquisa, tem um enorme impacto termodinâmico na espessura do gelo.  Durante a primavera, por exemplo, a cobertura de neve, por refletir mais o sol do que o gelo, ajuda a conter o derretimento.

Foca anelada

As focas aneladas cavam túneis na neve para proteger seus filhotes. Degelo e aumento de chuvas ameaçam a espécie (Brendan Kelly/National Science Foundation)

Fonte: Veja Ciência


2 de maio de 2012 | nenhum comentário »

Foca tem primeiro filhote aos 16 anos e surpreende aquário dos EUA

Bebê nasceu com nove quilos na última sexta-feira, na Califórnia.
Segundo especialista, focas adultas começam a ter filhotes aos quatro anos.

O Aquário do Pacífico, em Long Beach, na Califórnia, divulgou imagem que mostra Shelby, uma foca fêmea que vive no local e deu à luz seu primeiro bebê na última sexta-feira (27). O filhote nasceu com nove quilos.

Segundo Dudley Wigdahl, curador do aquário, localizado na Costa Oeste dos Estados Unidos, o nascimento surpreendeu a todos porque a foca tem idade avançada para ser mãe. O especialista diz que um espécime adulto começa a ter seus primeiros filhos aos quatro ou cinco anos de idade.

A foca Shelby, de 16 anos, faz carinho em seu filhote, que nasceu na última sexta-feira, nos Estados Unidos. (Foto: Terri Haines, Aquarium of the Pacific/AP)

A foca Shelby, de 16 anos, faz carinho em seu filhote, que nasceu na última sexta-feira, nos Estados Unidos. (Foto: Terri Haines, Aquarium of the Pacific/AP)

Fonte: Globo Natureza


28 de outubro de 2011 | nenhum comentário »

Filhote de foca se liberta após uma hora preso em armadilha

Imagens de câmera de segurança mostram mãe de foca ao lado de armadilha para lagosta.

Armadilha para lagostas prendeu filhote de foca na costa da Escócia. (Foto: BBC)

Armadilha para lagostas prendeu filhote de foca na costa da Escócia. (Foto: BBC)

Um filhote de foca ficou preso por uma hora em uma armadilha para lagostas na costa da Escócia.

As imagens de câmeras de vigilância do Centro Escocês de Aves Marinhas, em East Lothian, foram assistidas ao vivo por funcionários da organização e por visitantes.

A mãe da foca ficou ao lado do filhote o tempo todo, mesmo nos momentos em que as ondas acertavam as pedras onde elas estavam.

Depois de uma hora, a foca conseguiu se libertar e ganhou dos funcionários do Centro de Aves Marinhas o apelido de Houdini.

O novo apelido da foca é uma referência ao famoso ilusionista do século 20 que conseguia se libertar de algemas e caixas trancadas.

 

Fonte: Da BBC






Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

dezembro 2019
S T Q Q S S D
« mar    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

26 de setembro de 2012 | nenhum comentário »

Degelo no Ártico ameaça focas aneladas, aponta estudo

Cientistas da Universidade de Washington dizem que, se ritmo do derretimento continuar, área de reprodução dos animais deve ser reduzida em 70%

O derretimento no Ártico pode provocar o desaparecimento de mais de dois terços da área coberta de neve utilizada pelas focas aneladas para reprodução. Esses animais usam a neve acumulada para abrir pequenos túneis, onde criam e protegem seus filhotes. O degelo deixa o animal desabrigado e diminui suas chances de procriação e preservação. O alerta foi feito por um estudo publicado pela revista Geophysical Research Letters.

Os túneis cavados pelas focas são vitais para a sobrevivência dos animais, segundo Cecilia Bitz, professora de ciências atmosféricas da Universidade de Washington e coautora do estudo. De acordo com a pesquisa, a área do Ártico que acumula pelo menos 20 centímetros de neve, quantidade mínima para servir às focas aneladas, diminuirá em pelo menos 70% até o final deste século.

Além de reduzir a área de reprodução, as mudanças no regime de precipitação de neve também ameaçam a criação dos filhotes. Isso porque, segundo o estudo, os invernos serão mais curtos, e a neve deve derreter mais cedo no ano. Assim, as cavernas podem não durar até que os filhotes estejam preparados para deixar os abrigos. Além disso, é previsto um aumento das chuvas, o que causaria o colapso dos túneis.

Alterações na quantidade de neve podem influir no próprio processo de degelo do Ártico. A neve, segundo Paul Hezel, também da Universidade de Washington e autor da pesquisa, tem um enorme impacto termodinâmico na espessura do gelo.  Durante a primavera, por exemplo, a cobertura de neve, por refletir mais o sol do que o gelo, ajuda a conter o derretimento.

Foca anelada

As focas aneladas cavam túneis na neve para proteger seus filhotes. Degelo e aumento de chuvas ameaçam a espécie (Brendan Kelly/National Science Foundation)

Fonte: Veja Ciência


2 de maio de 2012 | nenhum comentário »

Foca tem primeiro filhote aos 16 anos e surpreende aquário dos EUA

Bebê nasceu com nove quilos na última sexta-feira, na Califórnia.
Segundo especialista, focas adultas começam a ter filhotes aos quatro anos.

O Aquário do Pacífico, em Long Beach, na Califórnia, divulgou imagem que mostra Shelby, uma foca fêmea que vive no local e deu à luz seu primeiro bebê na última sexta-feira (27). O filhote nasceu com nove quilos.

Segundo Dudley Wigdahl, curador do aquário, localizado na Costa Oeste dos Estados Unidos, o nascimento surpreendeu a todos porque a foca tem idade avançada para ser mãe. O especialista diz que um espécime adulto começa a ter seus primeiros filhos aos quatro ou cinco anos de idade.

A foca Shelby, de 16 anos, faz carinho em seu filhote, que nasceu na última sexta-feira, nos Estados Unidos. (Foto: Terri Haines, Aquarium of the Pacific/AP)

A foca Shelby, de 16 anos, faz carinho em seu filhote, que nasceu na última sexta-feira, nos Estados Unidos. (Foto: Terri Haines, Aquarium of the Pacific/AP)

Fonte: Globo Natureza


28 de outubro de 2011 | nenhum comentário »

Filhote de foca se liberta após uma hora preso em armadilha

Imagens de câmera de segurança mostram mãe de foca ao lado de armadilha para lagosta.

Armadilha para lagostas prendeu filhote de foca na costa da Escócia. (Foto: BBC)

Armadilha para lagostas prendeu filhote de foca na costa da Escócia. (Foto: BBC)

Um filhote de foca ficou preso por uma hora em uma armadilha para lagostas na costa da Escócia.

As imagens de câmeras de vigilância do Centro Escocês de Aves Marinhas, em East Lothian, foram assistidas ao vivo por funcionários da organização e por visitantes.

A mãe da foca ficou ao lado do filhote o tempo todo, mesmo nos momentos em que as ondas acertavam as pedras onde elas estavam.

Depois de uma hora, a foca conseguiu se libertar e ganhou dos funcionários do Centro de Aves Marinhas o apelido de Houdini.

O novo apelido da foca é uma referência ao famoso ilusionista do século 20 que conseguia se libertar de algemas e caixas trancadas.

 

Fonte: Da BBC