12 de setembro de 2011 | nenhum comentário »

Diretor do Jardim Botânico de Brasília defende medidas para evitar desaparecimento do Cerrado

O fogo que atingiu o Jardim Botânico de Brasília na última semana trouxe motivos mais fortes para celebrar o Dia Nacional do Cerrado, comemorado neste domingo (11). Segundo o diretor do Jardim Botânico, Jeanito Gentilini, é preciso o aprofundamento e o reconhecimento do bioma para que medidas sejam tomadas a fim de evitar o seu desaparecimento.

“As coisas acontecem, causam um impacto e aí a gente tem que dar um passo à frente. Tem que haver aprofundamento dessas questões, porque pega fogo todo ano, que trabalhos são necessários a médio e longo prazo para que a gente tenha uma base real de trabalhar o bioma de forma mais correta, com entendimento da sua importância. Essa reflexão é que fica”, comentou.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que o Cerrado, considerado segundo maior bioma brasileiro, perdeu 49% da cobertura original. A área inicial de mais de 2 milhões de quilômetros quadrados (km²) foi reduzida a 1 milhão de km².

Segundo Genitlini, ainda não é possível mensurar o total da área do parque que foi atingida. “Será feito um sobrevoo porque as áreas que não foram queimadas ainda sofrem risco”, disse. O diretor também destacou que é preciso conscientizar a população. “É necessário tratar o entorno da estação ecológica, que está dentro da área urbana, de forma mais cuidadosa. Ter mais cuidado com a questão de colocar fogo sem má intenção, mas que toma grandes proporções e viram uma catástrofe como a que aconteceu”, completou.

Para aumentar a conscientização, a área incendiada será incluída nas visitações. “Vamos incluir na visitação a parte que pegou fogo para as pessoas terem noção do que é e como fica. É um trabalho de formiguinha, mas se criarmos um grupo com a sociedade civil, os parlamentos e o governo a gente consegue”, acrescentou.

O evento também contou com a participação do diretor do Departamento de Florestas do Ministério do Meio Ambiente, João Medeiros, que defende a inclusão do Cerrado como patrimônio nacional, assim como ocorre com a Amazônia e a Mata Atlântica. “Estamos trabalhando pelo reconhecimento do Cerrado como patrimônio nacional”.

Fonte: Luciene Cruz/ Agência Brasil


22 de julho de 2010 | nenhum comentário »

Rede Brasileira de Jardins Botânicos discute modelo de gestão do Botânico de Londrina

O modelo de gestão do Jardim Botânico de Londrina (JBL), em fase de construção de sua segunda etapa de obras, começou a ser formatado durante a realização do I Forum de Biodiversidade das Américas e a 19ª Reunião dos Jardins Botânicos Brasileiros, que aconteceu na semana passada, em Brasília.

Os eventos reuniram cientistas, gestores públicos, deputados federais e representantes de 35 jardins botânicos brasileiros e da América Latina para discutir proteção da diversidade biológica e a inclusão da questão da biodiversidade na agenda do Parlamento do Mercosul, além da elaboração de uma agenda comum dos jardins botânicos. O encontro também focou a revisão do Plano de Ação  dos JBs proposto para o período 2010-2020

O presidente da Rede Nacional de Jardins Botânicos, Dácio Roberto Matheus, informou que a reunião anual propicia espaços de encontro para a troca de experiências e a discussão de soluções para os JBs brasileiros. “O Jardim Botânico de Londrina, já integrado à Rede, agora passa a contar com a assessoria e orientação técnica de seus representantes  para a elaboração de uma gestão que permita melhor forma de sua administração”, explicou o presidente.

Segundo a coordenadora estadual de Jardins Botânicos, Ângela Carvalho, além do modelo de gestão e da inclusão do de Londrina na agenda nacional, também foram apresentados programas de educação ambiental, que serão implantados a partir da conclusão das obras de segunda fase. “Estas providências são tão necessárias quanto a própria construção física do Jardim Botânico de Londrina porque tratam da sua existência institucional. As implantações garantem que mudanças administrativas não alterem a continuidade de ações iniciadas”, afirmou a coordenadora.

watch the tourist ful film

Angela ainda informou que a instituição de Londrina fez outras parcerias com vários JBs para a troca de informações e  material botânico. “Dentre eles com o de Inhotim, o mais recente JB reconhecido no Brasil e que é considerado um dos maiores museus de arte e paisagismo do mundo. O intercâmbio com a instituição de Inhotim inicia na próxima semana, quando estaremos visitando o local”, reforçou.

Durante a realização dos eventos o JBL participou da Exposição de Fotografias de 28 Jardins Botânicos Brasileiros, que foi apresentada aos participantes do Fórum e visitantes do JB de Brasilia. O coordenador do Jardim Botânico de Poços de Caldas e diretor da Rede, João Neves Toledo, disse que o JBL está em avançado estágio das obras. “Essa etapa já propicia o levantamento da documentação necessária para o registro e reconhecimento do complexo junto no ministério do Meio Ambiente, a Rede também pretende colaborar para que isso ocorra o mais breve possível”, afirmou.

No próximo mês, Dácio Roberto Matheus e João Neves Toledo visitam o  JBL para a realização de oficina de dois dias com integrantes da instituição de Londrina e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e ainda o levantamento de subsídios para a formatação de uma proposta de gestão. Na sequencia a proposta será apresentada ao secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jorge Augusto Callado Afonso, pela coordenadora Angela Carvalho.

Fonte: SEMA


20 de maio de 2010 | nenhum comentário »

Sistema online reúne dados sobre mais de 41 mil espécies da flora brasileira

O Jardim Botânico do Rio de Janeiro lança amanhã, 21, uma lista das espécies da flora brasileira. O conteúdo poderá ser acessado pela internet e reunirá informações de mais de 41 mil espécies de plantas.

Os dados estarão disponíveis no site http://www.jbrj.gov.br/. O lançamento acontece às 16 horas, na sede do Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

the dilemma dvd download

A lista começou a ser elaborada em setembro de 2008. Um comitê foi formado e informações de outras listas parciais, oferecidas por diversas entidades, foram utilizadas e os dados foram migrados para o sistema desenvolvido pelo Centro de Referência em Informação Ambiental, CRIA. Em 2009 cerca de 400 especialistas, brasileiros e estrangeiros, trabalharam na realização da nova base de dados, fazendo a inclusão de informações inéditas e correção das que já estavam disponíveis.

O Ministério do Meio Ambiente designou o Jardim Botânico do Rio para a coordenação do projeto por meio do Centro Nacional de Conservação da Flora, CNCFlora.

buy the wake wood film

A lista é um dos compromissos assumidos pelo Brasil com a comunidade internacional. Como signatário da Convenção sobre a Diversidade Biológica, o país tem, ainda, outras 15 metas a serem alcançadas, que fazem parte da Estratégia Global para a Conservação de Plantas.

Segundo o Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro, a única compilação desse porte data do período de 1846 e 1906, quando foi editada a Flora brasiliensis, por von Martius, Eichler & Urban, com 22.767 espécies.

O sistema online apresenta 41.123 espécies da flora, sendo 3.633 de Fungos, 3.521 de Algas, 1.522 de Briófitas, 1.176 de Pteridófitas, 23 de Gimnospermas e 31.248 de Angiospermas. O usuário vai encontrar informações sobre a distribuição geográfica por região e vai poder consultar também sinônimos utilizados para cada espécie e quais são de ocorrência exclusiva no Brasil.

A coordenadora-geral do projeto, a botânica Rafaela Campostrini Forzza, do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, defende a atualização constante do material. “A intenção é de que a lista seja dinâmica e atualizada periodicamente para incluir novas espécies e mudanças taxonômicas ao longo do tempo. Esperamos que esse site também disponibilize, num futuro próximo, muitas outras informações sobre a flora brasileira”, disse.

mean girls 2 full video download
watch rare exports ful film
harry potter and the half-blood prince movie hd download

*Com informações do JBRJ.


19 de maio de 2010 | nenhum comentário »

Presidente do IPEVS visita Jardim Botânico de Londrina

O Presidente do IPEVS Rafael Haddad visitou no ultimo mês o Jardim Botânico de Londrina, um dos maiores empreendimentos ambientais da região. Financiado pelo Governo Estadual através da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, tem a missão de promover o ensino, pesquisa e extensão permitindo também a recuperação de áreas degradadas e conservação à porção de mata existente em seu perímetro.

Nesta visita, Haddad foi convidado a realizar o cadastro do Instituto de Pesquisa em Vida Selvagem e Meio Ambiente (IPEVS) no Conselho Estadual de Meio Ambiente (CEMA)

watch the fighter ful film

que tem por objetivo a união de esforços dos diversos setores, tanto governamental como os da sociedade civil, para que juntos possam efetivar um modelo eficiente de gestão participativa para a condução de assuntos ambientais, administrando crises do desenvolvimento econômico e das regulamentações naturais, para não arruinar a sustentação da vida humana.

hereafter movie theater

watch full the reef movie in hd
the to kill a mockingbird dvd

jardimbotanicolondrina

buy love and other drugs moivie high quality

movie the company men



Novidades por Email



Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

setembro 2018
S T Q Q S S D
« mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

12 de setembro de 2011 | nenhum comentário »

Diretor do Jardim Botânico de Brasília defende medidas para evitar desaparecimento do Cerrado

O fogo que atingiu o Jardim Botânico de Brasília na última semana trouxe motivos mais fortes para celebrar o Dia Nacional do Cerrado, comemorado neste domingo (11). Segundo o diretor do Jardim Botânico, Jeanito Gentilini, é preciso o aprofundamento e o reconhecimento do bioma para que medidas sejam tomadas a fim de evitar o seu desaparecimento.

“As coisas acontecem, causam um impacto e aí a gente tem que dar um passo à frente. Tem que haver aprofundamento dessas questões, porque pega fogo todo ano, que trabalhos são necessários a médio e longo prazo para que a gente tenha uma base real de trabalhar o bioma de forma mais correta, com entendimento da sua importância. Essa reflexão é que fica”, comentou.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que o Cerrado, considerado segundo maior bioma brasileiro, perdeu 49% da cobertura original. A área inicial de mais de 2 milhões de quilômetros quadrados (km²) foi reduzida a 1 milhão de km².

Segundo Genitlini, ainda não é possível mensurar o total da área do parque que foi atingida. “Será feito um sobrevoo porque as áreas que não foram queimadas ainda sofrem risco”, disse. O diretor também destacou que é preciso conscientizar a população. “É necessário tratar o entorno da estação ecológica, que está dentro da área urbana, de forma mais cuidadosa. Ter mais cuidado com a questão de colocar fogo sem má intenção, mas que toma grandes proporções e viram uma catástrofe como a que aconteceu”, completou.

Para aumentar a conscientização, a área incendiada será incluída nas visitações. “Vamos incluir na visitação a parte que pegou fogo para as pessoas terem noção do que é e como fica. É um trabalho de formiguinha, mas se criarmos um grupo com a sociedade civil, os parlamentos e o governo a gente consegue”, acrescentou.

O evento também contou com a participação do diretor do Departamento de Florestas do Ministério do Meio Ambiente, João Medeiros, que defende a inclusão do Cerrado como patrimônio nacional, assim como ocorre com a Amazônia e a Mata Atlântica. “Estamos trabalhando pelo reconhecimento do Cerrado como patrimônio nacional”.

Fonte: Luciene Cruz/ Agência Brasil


22 de julho de 2010 | nenhum comentário »

Rede Brasileira de Jardins Botânicos discute modelo de gestão do Botânico de Londrina

O modelo de gestão do Jardim Botânico de Londrina (JBL), em fase de construção de sua segunda etapa de obras, começou a ser formatado durante a realização do I Forum de Biodiversidade das Américas e a 19ª Reunião dos Jardins Botânicos Brasileiros, que aconteceu na semana passada, em Brasília.

Os eventos reuniram cientistas, gestores públicos, deputados federais e representantes de 35 jardins botânicos brasileiros e da América Latina para discutir proteção da diversidade biológica e a inclusão da questão da biodiversidade na agenda do Parlamento do Mercosul, além da elaboração de uma agenda comum dos jardins botânicos. O encontro também focou a revisão do Plano de Ação  dos JBs proposto para o período 2010-2020

O presidente da Rede Nacional de Jardins Botânicos, Dácio Roberto Matheus, informou que a reunião anual propicia espaços de encontro para a troca de experiências e a discussão de soluções para os JBs brasileiros. “O Jardim Botânico de Londrina, já integrado à Rede, agora passa a contar com a assessoria e orientação técnica de seus representantes  para a elaboração de uma gestão que permita melhor forma de sua administração”, explicou o presidente.

Segundo a coordenadora estadual de Jardins Botânicos, Ângela Carvalho, além do modelo de gestão e da inclusão do de Londrina na agenda nacional, também foram apresentados programas de educação ambiental, que serão implantados a partir da conclusão das obras de segunda fase. “Estas providências são tão necessárias quanto a própria construção física do Jardim Botânico de Londrina porque tratam da sua existência institucional. As implantações garantem que mudanças administrativas não alterem a continuidade de ações iniciadas”, afirmou a coordenadora.

watch the tourist ful film

Angela ainda informou que a instituição de Londrina fez outras parcerias com vários JBs para a troca de informações e  material botânico. “Dentre eles com o de Inhotim, o mais recente JB reconhecido no Brasil e que é considerado um dos maiores museus de arte e paisagismo do mundo. O intercâmbio com a instituição de Inhotim inicia na próxima semana, quando estaremos visitando o local”, reforçou.

Durante a realização dos eventos o JBL participou da Exposição de Fotografias de 28 Jardins Botânicos Brasileiros, que foi apresentada aos participantes do Fórum e visitantes do JB de Brasilia. O coordenador do Jardim Botânico de Poços de Caldas e diretor da Rede, João Neves Toledo, disse que o JBL está em avançado estágio das obras. “Essa etapa já propicia o levantamento da documentação necessária para o registro e reconhecimento do complexo junto no ministério do Meio Ambiente, a Rede também pretende colaborar para que isso ocorra o mais breve possível”, afirmou.

No próximo mês, Dácio Roberto Matheus e João Neves Toledo visitam o  JBL para a realização de oficina de dois dias com integrantes da instituição de Londrina e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e ainda o levantamento de subsídios para a formatação de uma proposta de gestão. Na sequencia a proposta será apresentada ao secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jorge Augusto Callado Afonso, pela coordenadora Angela Carvalho.

Fonte: SEMA


20 de maio de 2010 | nenhum comentário »

Sistema online reúne dados sobre mais de 41 mil espécies da flora brasileira

O Jardim Botânico do Rio de Janeiro lança amanhã, 21, uma lista das espécies da flora brasileira. O conteúdo poderá ser acessado pela internet e reunirá informações de mais de 41 mil espécies de plantas.

Os dados estarão disponíveis no site http://www.jbrj.gov.br/. O lançamento acontece às 16 horas, na sede do Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

the dilemma dvd download

A lista começou a ser elaborada em setembro de 2008. Um comitê foi formado e informações de outras listas parciais, oferecidas por diversas entidades, foram utilizadas e os dados foram migrados para o sistema desenvolvido pelo Centro de Referência em Informação Ambiental, CRIA. Em 2009 cerca de 400 especialistas, brasileiros e estrangeiros, trabalharam na realização da nova base de dados, fazendo a inclusão de informações inéditas e correção das que já estavam disponíveis.

O Ministério do Meio Ambiente designou o Jardim Botânico do Rio para a coordenação do projeto por meio do Centro Nacional de Conservação da Flora, CNCFlora.

buy the wake wood film

A lista é um dos compromissos assumidos pelo Brasil com a comunidade internacional. Como signatário da Convenção sobre a Diversidade Biológica, o país tem, ainda, outras 15 metas a serem alcançadas, que fazem parte da Estratégia Global para a Conservação de Plantas.

Segundo o Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro, a única compilação desse porte data do período de 1846 e 1906, quando foi editada a Flora brasiliensis, por von Martius, Eichler & Urban, com 22.767 espécies.

O sistema online apresenta 41.123 espécies da flora, sendo 3.633 de Fungos, 3.521 de Algas, 1.522 de Briófitas, 1.176 de Pteridófitas, 23 de Gimnospermas e 31.248 de Angiospermas. O usuário vai encontrar informações sobre a distribuição geográfica por região e vai poder consultar também sinônimos utilizados para cada espécie e quais são de ocorrência exclusiva no Brasil.

A coordenadora-geral do projeto, a botânica Rafaela Campostrini Forzza, do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, defende a atualização constante do material. “A intenção é de que a lista seja dinâmica e atualizada periodicamente para incluir novas espécies e mudanças taxonômicas ao longo do tempo. Esperamos que esse site também disponibilize, num futuro próximo, muitas outras informações sobre a flora brasileira”, disse.

mean girls 2 full video download
watch rare exports ful film
harry potter and the half-blood prince movie hd download

*Com informações do JBRJ.


19 de maio de 2010 | nenhum comentário »

Presidente do IPEVS visita Jardim Botânico de Londrina

O Presidente do IPEVS Rafael Haddad visitou no ultimo mês o Jardim Botânico de Londrina, um dos maiores empreendimentos ambientais da região. Financiado pelo Governo Estadual através da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, tem a missão de promover o ensino, pesquisa e extensão permitindo também a recuperação de áreas degradadas e conservação à porção de mata existente em seu perímetro.

Nesta visita, Haddad foi convidado a realizar o cadastro do Instituto de Pesquisa em Vida Selvagem e Meio Ambiente (IPEVS) no Conselho Estadual de Meio Ambiente (CEMA)

watch the fighter ful film

que tem por objetivo a união de esforços dos diversos setores, tanto governamental como os da sociedade civil, para que juntos possam efetivar um modelo eficiente de gestão participativa para a condução de assuntos ambientais, administrando crises do desenvolvimento econômico e das regulamentações naturais, para não arruinar a sustentação da vida humana.

hereafter movie theater

watch full the reef movie in hd
the to kill a mockingbird dvd

jardimbotanicolondrina

buy love and other drugs moivie high quality

movie the company men