5 de outubro de 2011 | nenhum comentário »

Incêndio devasta reserva ecológica próxima à Chapada Diamantina

Um incêndio de grandes proporções está devastando uma área de proteção ambiental na região da Chapada Diamantina, no sudoeste da Bahia.

A reserva particular de proteção natural fica na serra do Capa Bode, no município de Mucugê (a 438 km de Salvador).

Desde a noite desta segunda-feira (3), cerca de 200 hectares foram queimados – isso representa dois terços da reserva, que fica próxima ao Parque Nacional da Chapada Diamantina.

Para efeito de comparação, um campo de futebol equivale aproximadamente a um hectare.

O secretário de Meio Ambiente de Mucugê, Euvaldo Riveiro Júnior, disse que cerca de 15 homens estão combatendo o fogo desde o início da manhã desta terça-feira. O difícil acesso à reserva atrapalha o controle do fogo.

Com cerca de 11 mil habitantes, Mucugê não tem quartel do Corpo de Bombeiros, e a prefeitura pediu reforço para cidades vizinhas.

“É uma região de mata nativa sobre as rochas de chapada. Estamos fazendo o que podemos para evitar que a reserva seja toda destruída”, disse Ribeiro.

Nessa época do ano, disse o secretário, chove pouco na região da chapada, e incêndios são comuns. A causa do fogo ainda não foi determinada.

Fonte: Graciliano Rocha/ Folha.com


12 de setembro de 2011 | nenhum comentário »

Combate a focos de incêndio na reserva do Caraça/MG continua nesta segunda-feira

O combate aos focos de incêndio que castigam a reserva do Parque Nacional do Caraça, na região Central do Estado, continua nesta segunda-feira (12). De acordo com o Corpo de Bombeiros, atuam no local 36 militares de Belo Horizonte e Itabira, 44 brigadistas voluntários da região, além de um helicóptero dos bombeiros e dois aviões da Força Tarefa.

Até o momento não há informações da área atingida mas, segundo informações do Santuário do Caraça, mais de 100 hectares de área preservada já foram queimados. Conforme o Corpo de Bombeiros, a baixa umidade relativa do ar e a dificuldade de acesso aos focos de incêndio contribuem para a propagação do fogo.

Na quarta-feira (7), um dos focos atingiu uma área conhecida como Morro da Água Quente, que fica no município de Catas Altas. Já o segundo foco de incêndio destrói, há vários dias, a área do Pico do Sol, em Conceição do Rio Acima. Já na sexta-feira (9), os militares voltaram ao local e trabalham com o auxílio de aproximadamente 30 brigadistas da região, além de um helicóptero.

As visitas ao Santuário do Caraça, na região Central de Minas, foram suspensas por medida de segurança devido aos incêndios que atingem o local nos últimos dias.

Fonte: O Tempo Online/MG


8 de março de 2011 | nenhum comentário »

Urso e chimpanzé são apreendidos em circo no interior de Minas Gerais

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Juiz de Fora apreendeu um urso e um chimpanzé que estariam sofrendo maus-tratos em Dores de Campos, na Zona da Mata de Minas Gerais. Os animais, que foram encontrados nesta quarta-feira (2), após uma denúncia, pertencem a um circo de São Paulo que estava se apresentando na cidade.

Ao chegar ao circo, um representante do Ibama constatou que o chimpanzé, que viaja com o circo há 21 anos, estava com coleira e preso dentro de uma jaula. Segundo inspeção do chefe substituto do Ibama, José de Souza, o animal teve os dentes arrancados. No local, o Ibama encontrou também um urso preto, que foi trazido dos EUA e é atração do circo há 18 anos. Ele foi domesticado e também teve as presas arrancadas, segundo o instituto.

toy story 3 film divx

O dono do circo, Ubirajara Nogueira, diz que os animais são bem cuidados. “Eles vivem no meio do povo, soltos. Atrás do circo tem uma área de 25 metros, onde eles ficam soltos”, disse.

Por causa da mutilação dos animais, o dono do circo vai ser multado em cerca de R$ 8 mil. Além disso, ele pode responder por crime ambiental.

De acordo com informações do Ibama, o urso e o chimpanzé vão ser encaminhados para uma Organização Não Governamental (ONG) que cuida de animais em Sorocaba, no interior de São Paulo. De acordo com informações do Ibama e da Polícia de Meio Ambiente, o circo tem licença para funcionar, mas os donos do circo terão que responder pela importação de animal exótico sem parecer técnico favorável e licença expedida por autoridade competente.

Fonte: G1


22 de junho de 2010 | nenhum comentário »

Lei permite destruir 70% da mata seca

Projeto aprovado em Minas Gerais é mais permissivo que a legislação federal

rango film downloads

A Assembleia Legislativa de Minas aprovou, em reunião extraordinária realizada na noite de quarta-feira, um polêmico projeto de lei que retira a chamada mata seca – na região norte do Estado – da área de preservação ambiental da Mata Atlântica.

 

alice in wonderland stream online

Os defensores da nova lei afirmam que o fim do rigor na proteção ambiental é necessário para o desenvolvimento da região e levará à criação de 250 mil postos de trabalho. Ambientalistas e estudiosos afirmam que serão beneficiados, na verdade, grandes fazendeiros.

 

A região tem como principais atividades o cultivo de frutas irrigadas, a pecuária e a produção de carvão vegetal. Com uma área remanescente de 16,1 mil km² (48% do total), de acordo com o Instituto Estadual de Florestas (IEF), a mata seca foi incluída na área de preservação da vegetação nativa da Mata Atlântica por decreto federal de 2008. Esse decreto proíbe o desmatamento de florestas nativas do bioma a não ser por motivo de utilidade pública e interesse social.

 

O projeto de lei 4.057/2009 – aprovado por 45 votos a favor e apenas 1 contra – permite o desmatamento de até 70% da área coberta pela vegetação, como prevê a legislação estadual, que é mais permissiva. Para virar lei, o projeto precisa ser sancionado pelo governador Antonio Anastasia (PSDB).

 

Similaridade

arthur film divx

 

Estudioso das matas secas, o biólogo Mário do Espírito Santo, da Universidade Estadual de Montes Claros, diz que existe uma similaridade muito grande entre as matas secas do norte de Minas – classificadas como florestas estacionais deciduais (que perdem folhas) – e a Mata Atlântica ao longo da costa do país.

 

Citando dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de 2006, ele observa que todo o norte de Minas, em uma área de 126 mil km², possuía 278 mil postos de trabalho e 21 mil empregos formais na zona rural. “Não sei qual conta foi feita para se chegar a esse número de 250 mil postos de trabalho em 16 mil km². Parece ilógico.”

 

Em recente pesquisa da Fundação Mata Atlântica, Minas figura como o Estado campeão em desmatamento de Mata Atlântica, entre 2008 e maio de 2010.

(Eduardo Kattah)

(O Estado de SP, 19/6)

Tags:, ,



Novidades por Email



Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

agosto 2020
S T Q Q S S D
« mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

5 de outubro de 2011 | nenhum comentário »

Incêndio devasta reserva ecológica próxima à Chapada Diamantina

Um incêndio de grandes proporções está devastando uma área de proteção ambiental na região da Chapada Diamantina, no sudoeste da Bahia.

A reserva particular de proteção natural fica na serra do Capa Bode, no município de Mucugê (a 438 km de Salvador).

Desde a noite desta segunda-feira (3), cerca de 200 hectares foram queimados – isso representa dois terços da reserva, que fica próxima ao Parque Nacional da Chapada Diamantina.

Para efeito de comparação, um campo de futebol equivale aproximadamente a um hectare.

O secretário de Meio Ambiente de Mucugê, Euvaldo Riveiro Júnior, disse que cerca de 15 homens estão combatendo o fogo desde o início da manhã desta terça-feira. O difícil acesso à reserva atrapalha o controle do fogo.

Com cerca de 11 mil habitantes, Mucugê não tem quartel do Corpo de Bombeiros, e a prefeitura pediu reforço para cidades vizinhas.

“É uma região de mata nativa sobre as rochas de chapada. Estamos fazendo o que podemos para evitar que a reserva seja toda destruída”, disse Ribeiro.

Nessa época do ano, disse o secretário, chove pouco na região da chapada, e incêndios são comuns. A causa do fogo ainda não foi determinada.

Fonte: Graciliano Rocha/ Folha.com


12 de setembro de 2011 | nenhum comentário »

Combate a focos de incêndio na reserva do Caraça/MG continua nesta segunda-feira

O combate aos focos de incêndio que castigam a reserva do Parque Nacional do Caraça, na região Central do Estado, continua nesta segunda-feira (12). De acordo com o Corpo de Bombeiros, atuam no local 36 militares de Belo Horizonte e Itabira, 44 brigadistas voluntários da região, além de um helicóptero dos bombeiros e dois aviões da Força Tarefa.

Até o momento não há informações da área atingida mas, segundo informações do Santuário do Caraça, mais de 100 hectares de área preservada já foram queimados. Conforme o Corpo de Bombeiros, a baixa umidade relativa do ar e a dificuldade de acesso aos focos de incêndio contribuem para a propagação do fogo.

Na quarta-feira (7), um dos focos atingiu uma área conhecida como Morro da Água Quente, que fica no município de Catas Altas. Já o segundo foco de incêndio destrói, há vários dias, a área do Pico do Sol, em Conceição do Rio Acima. Já na sexta-feira (9), os militares voltaram ao local e trabalham com o auxílio de aproximadamente 30 brigadistas da região, além de um helicóptero.

As visitas ao Santuário do Caraça, na região Central de Minas, foram suspensas por medida de segurança devido aos incêndios que atingem o local nos últimos dias.

Fonte: O Tempo Online/MG


8 de março de 2011 | nenhum comentário »

Urso e chimpanzé são apreendidos em circo no interior de Minas Gerais

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Juiz de Fora apreendeu um urso e um chimpanzé que estariam sofrendo maus-tratos em Dores de Campos, na Zona da Mata de Minas Gerais. Os animais, que foram encontrados nesta quarta-feira (2), após uma denúncia, pertencem a um circo de São Paulo que estava se apresentando na cidade.

Ao chegar ao circo, um representante do Ibama constatou que o chimpanzé, que viaja com o circo há 21 anos, estava com coleira e preso dentro de uma jaula. Segundo inspeção do chefe substituto do Ibama, José de Souza, o animal teve os dentes arrancados. No local, o Ibama encontrou também um urso preto, que foi trazido dos EUA e é atração do circo há 18 anos. Ele foi domesticado e também teve as presas arrancadas, segundo o instituto.

toy story 3 film divx

O dono do circo, Ubirajara Nogueira, diz que os animais são bem cuidados. “Eles vivem no meio do povo, soltos. Atrás do circo tem uma área de 25 metros, onde eles ficam soltos”, disse.

Por causa da mutilação dos animais, o dono do circo vai ser multado em cerca de R$ 8 mil. Além disso, ele pode responder por crime ambiental.

De acordo com informações do Ibama, o urso e o chimpanzé vão ser encaminhados para uma Organização Não Governamental (ONG) que cuida de animais em Sorocaba, no interior de São Paulo. De acordo com informações do Ibama e da Polícia de Meio Ambiente, o circo tem licença para funcionar, mas os donos do circo terão que responder pela importação de animal exótico sem parecer técnico favorável e licença expedida por autoridade competente.

Fonte: G1


22 de junho de 2010 | nenhum comentário »

Lei permite destruir 70% da mata seca

Projeto aprovado em Minas Gerais é mais permissivo que a legislação federal

rango film downloads

A Assembleia Legislativa de Minas aprovou, em reunião extraordinária realizada na noite de quarta-feira, um polêmico projeto de lei que retira a chamada mata seca – na região norte do Estado – da área de preservação ambiental da Mata Atlântica.

 

alice in wonderland stream online

Os defensores da nova lei afirmam que o fim do rigor na proteção ambiental é necessário para o desenvolvimento da região e levará à criação de 250 mil postos de trabalho. Ambientalistas e estudiosos afirmam que serão beneficiados, na verdade, grandes fazendeiros.

 

A região tem como principais atividades o cultivo de frutas irrigadas, a pecuária e a produção de carvão vegetal. Com uma área remanescente de 16,1 mil km² (48% do total), de acordo com o Instituto Estadual de Florestas (IEF), a mata seca foi incluída na área de preservação da vegetação nativa da Mata Atlântica por decreto federal de 2008. Esse decreto proíbe o desmatamento de florestas nativas do bioma a não ser por motivo de utilidade pública e interesse social.

 

O projeto de lei 4.057/2009 – aprovado por 45 votos a favor e apenas 1 contra – permite o desmatamento de até 70% da área coberta pela vegetação, como prevê a legislação estadual, que é mais permissiva. Para virar lei, o projeto precisa ser sancionado pelo governador Antonio Anastasia (PSDB).

 

Similaridade

arthur film divx

 

Estudioso das matas secas, o biólogo Mário do Espírito Santo, da Universidade Estadual de Montes Claros, diz que existe uma similaridade muito grande entre as matas secas do norte de Minas – classificadas como florestas estacionais deciduais (que perdem folhas) – e a Mata Atlântica ao longo da costa do país.

 

Citando dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de 2006, ele observa que todo o norte de Minas, em uma área de 126 mil km², possuía 278 mil postos de trabalho e 21 mil empregos formais na zona rural. “Não sei qual conta foi feita para se chegar a esse número de 250 mil postos de trabalho em 16 mil km². Parece ilógico.”

 

Em recente pesquisa da Fundação Mata Atlântica, Minas figura como o Estado campeão em desmatamento de Mata Atlântica, entre 2008 e maio de 2010.

(Eduardo Kattah)

(O Estado de SP, 19/6)

Tags:, ,