13 de janeiro de 2011 | nenhum comentário »

Sociedade Mundial de Proteção Animal vai criar gerência de desastres no Brasil

Tragédias como o terremoto que assolou o Haiti há um ano e as enchentes que a cada verão devastam municípios brasileiros estão motivando a criação, no Brasil, de uma gerência de desastres da Sociedade Mundial de Proteção Animal (da sigla em inglês WSPA), confirmou nesta quarta-feira (12) à Agência Brasil a gerente de Programas Veterinários da WSPA seção Brasil, Rosangela Ribeiro.

Por meio da Coalizão para Ajuda aos Animais do Haiti (ARCH), criada pela WSPA em parceria com o Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal (IFAW), foram tratados e vacinados contra a raiva mais de 50 mil animais após o terremoto ocorrido no Haiti no dia 12 de janeiro do ano passado.

Foi montada uma clínica móvel que percorreu o país, atendendo as mais diversas espécies, como cães, cavalos e gatos e animais que produzem alimentos, entre os quais cabras e bois. “Durante um ano de serviços dessa coalizão, eles trataram e vacinaram mais de 50 mil animais”, enfatizou Rosangela.

the killer inside me dvd

A WSPA orientou os haitianos sobre como cuidar dos animais, tendo em vista que muitos desses animais servem para a subsistência das famílias, como fonte de alimentação. “Ajudando os animais, a gente está, indiretamente, conseguindo ajudar também essas pessoas”, disse a veterinária.

Membros da equipe internacional de desastres da WSPA estiveram recentemente no Brasil, treinando integrantes de organizações não governamentais (ONGs) filiadas à seção nacional da entidade. “Para a gente, futuramente, poder ter uma equipe para atuar dentro do país”. De acordo com Rosangela, a gerência de desastres da WSPA no Brasil deverá estar apta para atuar em caso de tragédias nacionais em 2012.

Rosangela contou que, na tragédia provocada pelas fortes chuvas que afetaram 60 cidades de Santa Catarina, em 2008, a WSPA mundial atuou por meio de uma rede de solidariedade, formada por ONGs do Sul do país. Em Pernambuco, em 2010, a entidade ajudou também os moradores doando 1,5 tonelada de ração e vacinando mais de 500 animais.

Segundo a veterinária, se houver necessidade, uma equipe internacional da WSPA poderá ser convocada para auxiliar em relação às enchentes que estão assolando a região serrana fluminense. “Se houver problema, nós entramos em contato com a WSPA internacional”.

Fonte: Agência Brasil


20 de outubro de 2010 | nenhum comentário »

Atividades de Proteção e Bem-estar Animal estão suspensas em Cornélio Procópio

As atividades do Comitê e da Associação de Proteção e Bem-estar Animal “Ângelo Picone” estão suspensas em Cornélio Procópio. A organização e a instituição sofrem a falta de recursos financeiros para poderem desenvolver os projetos do Programa Municipal de Proteção e Bem-estar Animal, instituída por Lei Municipal. No ano passado, a Prefeitura Municipal anunciou o repasse de R$ 20 mil reais para 2010, o que não ocorreu até o presente momento, e a instituição acumula uma dívida de quase R$ 3 mil reais, resultante de atendimentos de animais abandonados às ruas. Segundo do Presidente da Associação, o Médico Veterinário Yassuo Curiaki, “os projetos de Posse Responsável, Castração, Adoção e Fiscalização ficam comprometidos, porque as ações são interdependentes. Da mesma forma, o 3.º Encontro de Proteção e Bem-estar Animal não tem data para acontecer. A expectativa é que a Prefeitura cumpra com o repasse e a Associação coloque em prática, uma campanha de ajuda denominada Projeto Vida Animal, que está dependendo de finalizar alguns requisitos legais”. Em agosto de 2010, a diretoria da Associação protocolou na Prefeitura Municipal, o projeto de recursos financeiros, entretanto, lamentavelmente, a previsão ainda não foi incluída no orçamento de 2011. As ações de proteção e bem-estar animal, além de beneficiar os animais, tem repercussão na saúde pública e no bem-estar humano”, reforça o Médico Veterinário, que é técnico da Vigilância Sanitária, no Departamento Municipal de Saúde da Prefeitura.

the switch video

1 de junho de 2008 | nenhum comentário »

O Instituto de Pesquisa em Vida Selvagem e Meio Ambiente integra o Comitê de Proteção e Bem-estar Animal de Cornélio Procópio – PR

              

Foi criado recentemente, por iniciativa da Vigilância Sanitária Municipal, o Comitê de Proteção e Bem-estar Animal de Cornélio Procópio. O recém criado comitê conta com o apoio de várias instituições e está organizando ações que visam diminuir os casos de maus-tratos e abandono de animais domésticos, exóticos e silvestres em nossa cidade.

Entre as ações idealizadas estão a elaboração de leis que obrigam o uso de métodos de marcação individual animal e que proíbam em Cornélio Procópio espetáculos circenses com o uso de animais, entre outras. Um canal direto com a polícia militar será mantido para que as denúncias de maus-tratos sejam apuradas imediatamente e os culpados punidos legalmente.

A criação de uma ONG na qual voluntários atuarão dando apoio aos proprietários de baixa renda, ajudando a resolver os problemas de animais abandonados e doentes através de programas de tratamento e castração de custo acessível e de adoção animal, possibilitará ampliar a área de atuação do comitê.

machete film

O IPEVS atuará auxiliando no correto manejo, tratamento e destinação de animais selvagens que sejam alvo de denúncia de maus-tratos e educando a comunidade para diminuir a problemática de tráfico e coleta de animais silvestres. Auxiliará também na criação dos projetos de lei, através do seu advogado, Dr. Jorge Paulo M. Haddad, um defensor das causas ambientais.

Marcando o início de suas atividades o Comitê realizou no dia 30 de Maio de 2008 o I Encontro de Proteção e Bem-estar Animal de Cornélio Procópio, que visou formar multiplicadores de informação e atrair futuros voluntários. O IPEVS esteve presente no evento que teve como Mestre de Cerimônia o Presidente do Instituto, Rafael Haddad Manfio.

Confira aqui o a programação do evento. 






Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

dezembro 2018
S T Q Q S S D
« mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

13 de janeiro de 2011 | nenhum comentário »

Sociedade Mundial de Proteção Animal vai criar gerência de desastres no Brasil

Tragédias como o terremoto que assolou o Haiti há um ano e as enchentes que a cada verão devastam municípios brasileiros estão motivando a criação, no Brasil, de uma gerência de desastres da Sociedade Mundial de Proteção Animal (da sigla em inglês WSPA), confirmou nesta quarta-feira (12) à Agência Brasil a gerente de Programas Veterinários da WSPA seção Brasil, Rosangela Ribeiro.

Por meio da Coalizão para Ajuda aos Animais do Haiti (ARCH), criada pela WSPA em parceria com o Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal (IFAW), foram tratados e vacinados contra a raiva mais de 50 mil animais após o terremoto ocorrido no Haiti no dia 12 de janeiro do ano passado.

Foi montada uma clínica móvel que percorreu o país, atendendo as mais diversas espécies, como cães, cavalos e gatos e animais que produzem alimentos, entre os quais cabras e bois. “Durante um ano de serviços dessa coalizão, eles trataram e vacinaram mais de 50 mil animais”, enfatizou Rosangela.

the killer inside me dvd

A WSPA orientou os haitianos sobre como cuidar dos animais, tendo em vista que muitos desses animais servem para a subsistência das famílias, como fonte de alimentação. “Ajudando os animais, a gente está, indiretamente, conseguindo ajudar também essas pessoas”, disse a veterinária.

Membros da equipe internacional de desastres da WSPA estiveram recentemente no Brasil, treinando integrantes de organizações não governamentais (ONGs) filiadas à seção nacional da entidade. “Para a gente, futuramente, poder ter uma equipe para atuar dentro do país”. De acordo com Rosangela, a gerência de desastres da WSPA no Brasil deverá estar apta para atuar em caso de tragédias nacionais em 2012.

Rosangela contou que, na tragédia provocada pelas fortes chuvas que afetaram 60 cidades de Santa Catarina, em 2008, a WSPA mundial atuou por meio de uma rede de solidariedade, formada por ONGs do Sul do país. Em Pernambuco, em 2010, a entidade ajudou também os moradores doando 1,5 tonelada de ração e vacinando mais de 500 animais.

Segundo a veterinária, se houver necessidade, uma equipe internacional da WSPA poderá ser convocada para auxiliar em relação às enchentes que estão assolando a região serrana fluminense. “Se houver problema, nós entramos em contato com a WSPA internacional”.

Fonte: Agência Brasil


20 de outubro de 2010 | nenhum comentário »

Atividades de Proteção e Bem-estar Animal estão suspensas em Cornélio Procópio

As atividades do Comitê e da Associação de Proteção e Bem-estar Animal “Ângelo Picone” estão suspensas em Cornélio Procópio. A organização e a instituição sofrem a falta de recursos financeiros para poderem desenvolver os projetos do Programa Municipal de Proteção e Bem-estar Animal, instituída por Lei Municipal. No ano passado, a Prefeitura Municipal anunciou o repasse de R$ 20 mil reais para 2010, o que não ocorreu até o presente momento, e a instituição acumula uma dívida de quase R$ 3 mil reais, resultante de atendimentos de animais abandonados às ruas. Segundo do Presidente da Associação, o Médico Veterinário Yassuo Curiaki, “os projetos de Posse Responsável, Castração, Adoção e Fiscalização ficam comprometidos, porque as ações são interdependentes. Da mesma forma, o 3.º Encontro de Proteção e Bem-estar Animal não tem data para acontecer. A expectativa é que a Prefeitura cumpra com o repasse e a Associação coloque em prática, uma campanha de ajuda denominada Projeto Vida Animal, que está dependendo de finalizar alguns requisitos legais”. Em agosto de 2010, a diretoria da Associação protocolou na Prefeitura Municipal, o projeto de recursos financeiros, entretanto, lamentavelmente, a previsão ainda não foi incluída no orçamento de 2011. As ações de proteção e bem-estar animal, além de beneficiar os animais, tem repercussão na saúde pública e no bem-estar humano”, reforça o Médico Veterinário, que é técnico da Vigilância Sanitária, no Departamento Municipal de Saúde da Prefeitura.

the switch video

1 de junho de 2008 | nenhum comentário »

O Instituto de Pesquisa em Vida Selvagem e Meio Ambiente integra o Comitê de Proteção e Bem-estar Animal de Cornélio Procópio – PR

              

Foi criado recentemente, por iniciativa da Vigilância Sanitária Municipal, o Comitê de Proteção e Bem-estar Animal de Cornélio Procópio. O recém criado comitê conta com o apoio de várias instituições e está organizando ações que visam diminuir os casos de maus-tratos e abandono de animais domésticos, exóticos e silvestres em nossa cidade.

Entre as ações idealizadas estão a elaboração de leis que obrigam o uso de métodos de marcação individual animal e que proíbam em Cornélio Procópio espetáculos circenses com o uso de animais, entre outras. Um canal direto com a polícia militar será mantido para que as denúncias de maus-tratos sejam apuradas imediatamente e os culpados punidos legalmente.

A criação de uma ONG na qual voluntários atuarão dando apoio aos proprietários de baixa renda, ajudando a resolver os problemas de animais abandonados e doentes através de programas de tratamento e castração de custo acessível e de adoção animal, possibilitará ampliar a área de atuação do comitê.

machete film

O IPEVS atuará auxiliando no correto manejo, tratamento e destinação de animais selvagens que sejam alvo de denúncia de maus-tratos e educando a comunidade para diminuir a problemática de tráfico e coleta de animais silvestres. Auxiliará também na criação dos projetos de lei, através do seu advogado, Dr. Jorge Paulo M. Haddad, um defensor das causas ambientais.

Marcando o início de suas atividades o Comitê realizou no dia 30 de Maio de 2008 o I Encontro de Proteção e Bem-estar Animal de Cornélio Procópio, que visou formar multiplicadores de informação e atrair futuros voluntários. O IPEVS esteve presente no evento que teve como Mestre de Cerimônia o Presidente do Instituto, Rafael Haddad Manfio.

Confira aqui o a programação do evento.