17 de maio de 2012 | nenhum comentário »

Com participação de astronauta, relatório mostra que ‘pegada’ do Brasil supera a da China e a da Índia

A pegada ecológica do Brasil é maior que a média mundial e maior que a de todos os países do grupo Brics exceto a Rússia (o grupo inclui China, Índia e África do Sul).

Os dados são do Relatório Planeta Vivo 2012, divulgado pela ONG WWF com a participação do astronauta holandês André Kuipers.

Pegada ecológica é a quantidade de hectares necessária para suprir as necessidades de consumo de cada ser humano versus a capacidade de regeneração da Terra.

O relatório mostra que a pegada da humanidade hoje excedeu em 50% a capacidade de regeneração do planeta. Ou seja, para sustentar o padrão de consumo atual, seria necessário 1,5 planeta.

A pegada ecológica da humanidade dobrou desde 1966. Entre os países com maior pegada estão nações emergentes e de território pequeno, como Qatar (1°) e Dinamarca (4°), além dos gigantes consumistas EUA (5°).

O Brasil tem uma pegada ecológica de 2,93 hectares por pessoa, contra 2,70 da média global. Segundo Cecília Wey de Brito, secretária-geral do WWF Brasil, o que mais pesa aqui é a agropecuária, que consome muita terra e água.

A pegada cresceu ligeiramente em 2012 em comparação a 2010 e só não é maior porque o Brasil detém a maior biocapacidade (capacidade de regeneração) do mundo, por conta de suas florestas.

“O Código Florestal é um dos garantidores de que isso continue”, disse Brito, pedindo o veto de Dilma ao código aprovado pela Câmara.

Fonte: Folha.com


13 de outubro de 2010 | nenhum comentário »

Sal pode regenerar cauda amputada de girinos, afirma estudo

Uma solução de sódio ajuda a regenerar a cauda amputada de girinos, segundo uma pesquisa publicada no “Journal of Neuroscience”. A descoberta é significativa, já que um estudo mais aprofundado pode ajudar cientistas a desenvolver tratamentos para a medula espinhal e membros humanos, salientou o autor, o biólogo Michael Levin.

Os cientistas administraram uma droga nos girinos que estimou a ação de íons de sódio nas celulas afetadas. O resultado é que, depois de 18 horas, o local amputado deu origem à regeneração.

Os tecidos não costumam se regenerar muitas horas depois que o dano está feito ou quando a região cicatriza. E, embora os girinos possam naturalmente regenerar caudas perdidas, essa habilidade diminui com a idade.

Segundo Levin e equipe, da Universidade Tufts, em Massachussets (EUA), os íons de sódio parecem recuperar essa habilidade.

watch casino jack film

O canal conhecido como NaV1.2. é responsável pelo transporte do sódio para as células danosas com o propósito de regeneração. Quando está bloqueado, o processo também é interrompido e falha.

Se o tratamento regenerativo for desenvolvido para humanos, pode revolucionar o campo médico, com crianças que poderiam ter dedos regenerados – o mesmo não se aplicaria aos adultos.

Agora os pesquisadores querem entender por que o sal incentiva a regeneração e quais os efeitos de uma infusão.

Fonte: Folha.com






Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

outubro 2019
S T Q Q S S D
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

17 de maio de 2012 | nenhum comentário »

Com participação de astronauta, relatório mostra que ‘pegada’ do Brasil supera a da China e a da Índia

A pegada ecológica do Brasil é maior que a média mundial e maior que a de todos os países do grupo Brics exceto a Rússia (o grupo inclui China, Índia e África do Sul).

Os dados são do Relatório Planeta Vivo 2012, divulgado pela ONG WWF com a participação do astronauta holandês André Kuipers.

Pegada ecológica é a quantidade de hectares necessária para suprir as necessidades de consumo de cada ser humano versus a capacidade de regeneração da Terra.

O relatório mostra que a pegada da humanidade hoje excedeu em 50% a capacidade de regeneração do planeta. Ou seja, para sustentar o padrão de consumo atual, seria necessário 1,5 planeta.

A pegada ecológica da humanidade dobrou desde 1966. Entre os países com maior pegada estão nações emergentes e de território pequeno, como Qatar (1°) e Dinamarca (4°), além dos gigantes consumistas EUA (5°).

O Brasil tem uma pegada ecológica de 2,93 hectares por pessoa, contra 2,70 da média global. Segundo Cecília Wey de Brito, secretária-geral do WWF Brasil, o que mais pesa aqui é a agropecuária, que consome muita terra e água.

A pegada cresceu ligeiramente em 2012 em comparação a 2010 e só não é maior porque o Brasil detém a maior biocapacidade (capacidade de regeneração) do mundo, por conta de suas florestas.

“O Código Florestal é um dos garantidores de que isso continue”, disse Brito, pedindo o veto de Dilma ao código aprovado pela Câmara.

Fonte: Folha.com


13 de outubro de 2010 | nenhum comentário »

Sal pode regenerar cauda amputada de girinos, afirma estudo

Uma solução de sódio ajuda a regenerar a cauda amputada de girinos, segundo uma pesquisa publicada no “Journal of Neuroscience”. A descoberta é significativa, já que um estudo mais aprofundado pode ajudar cientistas a desenvolver tratamentos para a medula espinhal e membros humanos, salientou o autor, o biólogo Michael Levin.

Os cientistas administraram uma droga nos girinos que estimou a ação de íons de sódio nas celulas afetadas. O resultado é que, depois de 18 horas, o local amputado deu origem à regeneração.

Os tecidos não costumam se regenerar muitas horas depois que o dano está feito ou quando a região cicatriza. E, embora os girinos possam naturalmente regenerar caudas perdidas, essa habilidade diminui com a idade.

Segundo Levin e equipe, da Universidade Tufts, em Massachussets (EUA), os íons de sódio parecem recuperar essa habilidade.

watch casino jack film

O canal conhecido como NaV1.2. é responsável pelo transporte do sódio para as células danosas com o propósito de regeneração. Quando está bloqueado, o processo também é interrompido e falha.

Se o tratamento regenerativo for desenvolvido para humanos, pode revolucionar o campo médico, com crianças que poderiam ter dedos regenerados – o mesmo não se aplicaria aos adultos.

Agora os pesquisadores querem entender por que o sal incentiva a regeneração e quais os efeitos de uma infusão.

Fonte: Folha.com