12 de março de 2013 | nenhum comentário »

Tamanduá-bandeira é encontrado no meio da rua, em Luziânia, GO

Animal, que pesa 50 kg, foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros

Um tamanduá-bandeira foi encontrado andando pelas ruas de Luziânia, cidade goiana no Entorno de Brasília, na manhã desta segunda-feira (11).

Segundo os bombeiros, eles não precisaram usar tranquilizante na captura do animal. A equipe de resgate afirmou que ele pesa cerca de 50 kg e tem 1,50 metro de altura.

De acordo com os bombeiros, o tamanduá não estava com ferimentos.

O animal foi levado para uma reserva legal de Luziânia, que fica a 15 quilômetros da cidade.

Tamanduá-bandeira foi resgatado por equipe do Corpo de Bombeiros em Luziânia, Goiás (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

Tamanduá-bandeira foi resgatado por equipe do Corpo de Bombeiros (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

Fonte: Globo Natureza


18 de agosto de 2011 | nenhum comentário »

Filhote de tamanduá-bandeira é internado após ser atacado por cão

Filhote vai ser transferido para hospital veterinário em Uberlândia.
Espécie é ameaçada de extinção.

Um filhote de tamanduá-bandeira que foi mordido por um cachorro está internado no Hospital Veterinário de Uberaba, no Triângulo Mineiro, nesta quinta-feira (17). O animal é de uma espécie ameaçada de extinção. É um filhote com quatro meses, é macho e pesa dois quilos.

Segundo o veterinário que cuida do animal, ele estava numa fazenda perto de Uberaba, quando foi atacado. O dono da propriedade chamou a Polícia de Meio Ambiente, que levou o filhote para o hospital. Ele recebeu atendimento, se alimenta normalmente e vai ser transferido para a Universidade Federal de Uberlândia.

Na terça-feira (16), um filhote de tamanduá-bandeira morreu mesmo após receber tratamento em um hospital veterinário. Ele foi abandonado na zona rural de Uberaba, no Triângulo Mineiro. Ele teve uma diarréia muito forte e não conseguiu resistir. O animal, ameaçado de extinção, foi encontrado no início deste mês na zona rural da cidade e entregue a um batalhão da Polícia Militar.

Fonte: Do G1 MG, com informações da Rede Integração


11 de agosto de 2011 | nenhum comentário »

Filhote de tamanduá-bandeira é entregue a hospital de Uberaba

Animal tem duas semanas e pesa cerca de 900 gramas.
Espécie é ameaçada de extinção.

O Hospital Veterinário de Uberaba, na Região do Triângulo Mineiro, recebeu um filhote de tamanduá-bandeira, espécie ameaçada de extinção. O animal nasceu há aproximadamente 15 dias e pesa cerca de 900 gramas. Ele foi encaminhado à unidade de tratamento após ter sido entregue a um batalhão da Polícia Militar (PM).

De acordo com o hospital, o filhote é muito frágil e está recebendo cuidados especiais do grupo de veterinários do local, como uma dieta específica. O animal se alimenta com uma papa feita de leite, mel e creme de leite.

Devido à falta da mãe, o filhote passa a maior parte do tempo agarrado aos funcionários do hospital ou com um tamanduá adulto empalhado, que foi utilizado pelos técnicos para mantê-lo mais calmo.

Fonte: Do G1 MG, com informações da Rede Integração






Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

setembro 2020
S T Q Q S S D
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

12 de março de 2013 | nenhum comentário »

Tamanduá-bandeira é encontrado no meio da rua, em Luziânia, GO

Animal, que pesa 50 kg, foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros

Um tamanduá-bandeira foi encontrado andando pelas ruas de Luziânia, cidade goiana no Entorno de Brasília, na manhã desta segunda-feira (11).

Segundo os bombeiros, eles não precisaram usar tranquilizante na captura do animal. A equipe de resgate afirmou que ele pesa cerca de 50 kg e tem 1,50 metro de altura.

De acordo com os bombeiros, o tamanduá não estava com ferimentos.

O animal foi levado para uma reserva legal de Luziânia, que fica a 15 quilômetros da cidade.

Tamanduá-bandeira foi resgatado por equipe do Corpo de Bombeiros em Luziânia, Goiás (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

Tamanduá-bandeira foi resgatado por equipe do Corpo de Bombeiros (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

Fonte: Globo Natureza


18 de agosto de 2011 | nenhum comentário »

Filhote de tamanduá-bandeira é internado após ser atacado por cão

Filhote vai ser transferido para hospital veterinário em Uberlândia.
Espécie é ameaçada de extinção.

Um filhote de tamanduá-bandeira que foi mordido por um cachorro está internado no Hospital Veterinário de Uberaba, no Triângulo Mineiro, nesta quinta-feira (17). O animal é de uma espécie ameaçada de extinção. É um filhote com quatro meses, é macho e pesa dois quilos.

Segundo o veterinário que cuida do animal, ele estava numa fazenda perto de Uberaba, quando foi atacado. O dono da propriedade chamou a Polícia de Meio Ambiente, que levou o filhote para o hospital. Ele recebeu atendimento, se alimenta normalmente e vai ser transferido para a Universidade Federal de Uberlândia.

Na terça-feira (16), um filhote de tamanduá-bandeira morreu mesmo após receber tratamento em um hospital veterinário. Ele foi abandonado na zona rural de Uberaba, no Triângulo Mineiro. Ele teve uma diarréia muito forte e não conseguiu resistir. O animal, ameaçado de extinção, foi encontrado no início deste mês na zona rural da cidade e entregue a um batalhão da Polícia Militar.

Fonte: Do G1 MG, com informações da Rede Integração


11 de agosto de 2011 | nenhum comentário »

Filhote de tamanduá-bandeira é entregue a hospital de Uberaba

Animal tem duas semanas e pesa cerca de 900 gramas.
Espécie é ameaçada de extinção.

O Hospital Veterinário de Uberaba, na Região do Triângulo Mineiro, recebeu um filhote de tamanduá-bandeira, espécie ameaçada de extinção. O animal nasceu há aproximadamente 15 dias e pesa cerca de 900 gramas. Ele foi encaminhado à unidade de tratamento após ter sido entregue a um batalhão da Polícia Militar (PM).

De acordo com o hospital, o filhote é muito frágil e está recebendo cuidados especiais do grupo de veterinários do local, como uma dieta específica. O animal se alimenta com uma papa feita de leite, mel e creme de leite.

Devido à falta da mãe, o filhote passa a maior parte do tempo agarrado aos funcionários do hospital ou com um tamanduá adulto empalhado, que foi utilizado pelos técnicos para mantê-lo mais calmo.

Fonte: Do G1 MG, com informações da Rede Integração