16 de agosto de 2011 | nenhum comentário »

Quatro pessoas são presas com 900 canários

As aves estavam em gaiolas e eram transportadas em péssimas condições.
Sogra e genro receberiam R$ 3 mil para levar animais até a capital, diz PRF.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu por volta das 2h desta segunda-feira, na BR-262, quatro pessoas, entre elas, uma mulher e seu genro, por tráfico de animais.

As prisões ocorreram em dois trechos na rodovia. Próximo a Miranda, a 203 quilômetros de Campo Grande, no carro em que estavam a sogra e o genro foram encontrados 900 canários peruanos. Os animais, conforme a polícia, estavam em várias gaiolas e sendo transportados em péssimas condições.

Após o flagrante, o genro e sua sogra, que moram em Corumbá, no oeste do estado, revelaram que receberam as aves na cidade e deveriam transportá-las até Campo Grande, onde receberiam R$ 3 mil pelo ‘serviço’. Eles disseram ainda que tinham sido contratados por dois homens de Minas Gerais, que estavam viajando em um outro carro.

Com essas informações, a PRF prendeu os outros dois suspeitos na BR-262, próximo a cidade de Anastácio, a 132 quilômetros de Campo Grande. Segundo a polícia, eles negaram o crime, mas acabaram entrando em contradição sobre os motivos da viagem para Corumbá.

De acordo com a PRF, os dois mineiros têm várias passagens pela polícia por tráfico de animais silvestres e teriam feito a opção de contratar dois corumbaenses para fazer o transporte para não levantar suspeitas, já que o veículo em que a sogra e o genro levavam os animais tem placa de Mato Grosso do Sul.

Sogra, genro e mais dois homens são presos em MS com 900 canários peruanos (Foto: Divulgação/PRF)

Canários peruanos estavam sendo transportados em várias gaiolas (Foto: Divulgação/PRF)

Sogra, genro e mais dois homens são presos em MS com 900 canários peruanos (Foto: Divulgação/PRF)

Veículos que estavam sendo utilizados pelos suspeitos de tráfico de animais e as gaiolas com os canários (Foto: Divulgação/PRF)

Fonte: Do G1, Ms


27 de maio de 2011 | nenhum comentário »

Brasileiro é flagrado em Lisboa com 30 ovos de aves amarrados ao corpo

Autoridades portuguesas devolveram o suspeito a Brasília.
Ovos não tinha documentação e ficaram numa incubadora em Portugal.

Um brasileiro foi flagrado pela alfândega no Aeroporto de Lisboa tentando entrar com 30 ovos de aves sem documentação. As autoridades locais o mandaram de volta ao Brasil e ele foi recebido pelo Ibama na madrugada desta quinta-feira (26) no Aeroporto de Brasília. Ele foi multado em R$ 65 mil por transporte ilegal de fauna e remessa de material genético ao exterior.

O suspeito ainda foi conduzido à Polícia Federal para prestar esclarecimentos e deve responder a inquérito criminal por tráfico internacional de fauna.

Segundo o Ibama, enquanto era multado, ele confessou o crime e disse que um cidadão português o esperava em Lisboa para receber os ovos, que seriam de papagaios. Contou ainda que recebeu parte do pagamento antecipadamente, e que o restante seria quitado após a entrega da “encomenda”.

O órgão ambiental descobriu que o suspeito tem familiares que já foram autuados por crimes contra fauna no Tocantins. No momento em que ele foi flagrado em Portugal, os ovos estavam presos à sua cintura, envolvidos numa meia-calça.

Os ovos foram levados para o Zoológico de Lisboa, onde ficarão numa incubadora. Enviá-los de volta ao Brasil imediatamente seria arriscado. As aves já nascidas é que devem devolvidas posteriormente.

Segundo o Ibama, qualquer remessa de fauna ao exterior sem autorização é infração grave. Brasil e Portugal são signatários de uma convenção internacional contra o tráfico de espécies ameaçadas.

O brasileiro tinha os ovos amarrados ao corpo. (Foto: Divulgação/Ibama)

O brasileiro tinha os ovos amarrados ao corpo. (Foto: Divulgação/Ibama)

 

Ovo desembrulhado. (Foto: Divulgação/Ibama)

Ovo desembrulhado. (Foto: Divulgação/Ibama)

 

Fonte: Globo Natureza, em São Paulo






Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

maio 2020
S T Q Q S S D
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

16 de agosto de 2011 | nenhum comentário »

Quatro pessoas são presas com 900 canários

As aves estavam em gaiolas e eram transportadas em péssimas condições.
Sogra e genro receberiam R$ 3 mil para levar animais até a capital, diz PRF.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu por volta das 2h desta segunda-feira, na BR-262, quatro pessoas, entre elas, uma mulher e seu genro, por tráfico de animais.

As prisões ocorreram em dois trechos na rodovia. Próximo a Miranda, a 203 quilômetros de Campo Grande, no carro em que estavam a sogra e o genro foram encontrados 900 canários peruanos. Os animais, conforme a polícia, estavam em várias gaiolas e sendo transportados em péssimas condições.

Após o flagrante, o genro e sua sogra, que moram em Corumbá, no oeste do estado, revelaram que receberam as aves na cidade e deveriam transportá-las até Campo Grande, onde receberiam R$ 3 mil pelo ‘serviço’. Eles disseram ainda que tinham sido contratados por dois homens de Minas Gerais, que estavam viajando em um outro carro.

Com essas informações, a PRF prendeu os outros dois suspeitos na BR-262, próximo a cidade de Anastácio, a 132 quilômetros de Campo Grande. Segundo a polícia, eles negaram o crime, mas acabaram entrando em contradição sobre os motivos da viagem para Corumbá.

De acordo com a PRF, os dois mineiros têm várias passagens pela polícia por tráfico de animais silvestres e teriam feito a opção de contratar dois corumbaenses para fazer o transporte para não levantar suspeitas, já que o veículo em que a sogra e o genro levavam os animais tem placa de Mato Grosso do Sul.

Sogra, genro e mais dois homens são presos em MS com 900 canários peruanos (Foto: Divulgação/PRF)

Canários peruanos estavam sendo transportados em várias gaiolas (Foto: Divulgação/PRF)

Sogra, genro e mais dois homens são presos em MS com 900 canários peruanos (Foto: Divulgação/PRF)

Veículos que estavam sendo utilizados pelos suspeitos de tráfico de animais e as gaiolas com os canários (Foto: Divulgação/PRF)

Fonte: Do G1, Ms


27 de maio de 2011 | nenhum comentário »

Brasileiro é flagrado em Lisboa com 30 ovos de aves amarrados ao corpo

Autoridades portuguesas devolveram o suspeito a Brasília.
Ovos não tinha documentação e ficaram numa incubadora em Portugal.

Um brasileiro foi flagrado pela alfândega no Aeroporto de Lisboa tentando entrar com 30 ovos de aves sem documentação. As autoridades locais o mandaram de volta ao Brasil e ele foi recebido pelo Ibama na madrugada desta quinta-feira (26) no Aeroporto de Brasília. Ele foi multado em R$ 65 mil por transporte ilegal de fauna e remessa de material genético ao exterior.

O suspeito ainda foi conduzido à Polícia Federal para prestar esclarecimentos e deve responder a inquérito criminal por tráfico internacional de fauna.

Segundo o Ibama, enquanto era multado, ele confessou o crime e disse que um cidadão português o esperava em Lisboa para receber os ovos, que seriam de papagaios. Contou ainda que recebeu parte do pagamento antecipadamente, e que o restante seria quitado após a entrega da “encomenda”.

O órgão ambiental descobriu que o suspeito tem familiares que já foram autuados por crimes contra fauna no Tocantins. No momento em que ele foi flagrado em Portugal, os ovos estavam presos à sua cintura, envolvidos numa meia-calça.

Os ovos foram levados para o Zoológico de Lisboa, onde ficarão numa incubadora. Enviá-los de volta ao Brasil imediatamente seria arriscado. As aves já nascidas é que devem devolvidas posteriormente.

Segundo o Ibama, qualquer remessa de fauna ao exterior sem autorização é infração grave. Brasil e Portugal são signatários de uma convenção internacional contra o tráfico de espécies ameaçadas.

O brasileiro tinha os ovos amarrados ao corpo. (Foto: Divulgação/Ibama)

O brasileiro tinha os ovos amarrados ao corpo. (Foto: Divulgação/Ibama)

 

Ovo desembrulhado. (Foto: Divulgação/Ibama)

Ovo desembrulhado. (Foto: Divulgação/Ibama)

 

Fonte: Globo Natureza, em São Paulo