29 de junho de 2012 | nenhum comentário »

Aranha viúva-marrom toma o lugar da viúva-negra nos EUA, diz estudo

Espécie marrom só passou a viver no sul da Califórnia a partir de 2003.
Estudo coletou amostras em 72 locais e viu que animais brigam por habitat.

 

Cientistas americanos analisaram a presença de aranhas na Califórnia e perceberam que as viúvas-marrons podem estar ocupando o lugar das viúvas-negras no sul do estado. A conclusão do estudo será publicada na edição de julho da revista científica “Journal of Medical Entomology”.

A espécie marrom é relativamente nova na América do Norte: foi documentada na Flórida pela primeira vez em 1935, mas na Califórnia só apareceu em 2003. No entanto, na última década tem ocorrido uma grande proliferação desses artrópodes.

Se essa substituição se comprovar, o perigo para os donos das casas pode diminuir, já que a picada da viúva-marrom é menos tóxica que a da viúva-negra, nativa do oeste dos EUA e capaz de provocar sintomas como suor excessivo, dor local intensa e no abdômen, choque anafilático e até a morte em muitos casos.

Os autores analisaram a presença desses animais em 72 locais, como imóveis urbanos, terrenos agrícolas, parques e áreas naturais. Assim, puderam comparar a abundância e a seleção de habitat das duas espécies.

Em quase 97 horas de coleta, os cientistas encontraram 20 vezes mais viúvas-marrons que negras fora das casas, especialmente embaixo de mesas e cadeiras ao ar livre e em pequenos espaços de muros, paredes e objetos. Nenhuma aranha foi encontrada no interior das casas.

Segundo Richard Vetter, da Universidade da Califórnia em Riverside, as viúvas-marrons realmente se multiplicaram em um tempo muito curto, sendo detectadas em locais onde era esperado haver viúvas-negras. Isso revela uma concorrência e uma certa sobreposição de habitat.

Havia lugares onde somente as viúvas-marrons eram capazes de fazer casas, mas em outros as negras ainda predominavam. Segundo os pesquisadores, os proprietários das casas precisam conhecer os esconderijos das viúvas-marrons e ter mais cuidado ao colocar as mãos em cantos desconhecidos.

Viúva marrom (Foto: Richard S. Vetter/Centro de Pesquisa de Viúva-Marrom/Universidade da Califórnia)

Viúva-marrom (foto) está tomando o lugar da viúva-negra no sul da Califórnia. Picada da espécie marrom é menos tóxica que a da negra, segundo os pesquisadores (Foto: Richard S. Vetter/Universidade da Califórnia)

Fonte: Globo Natureza


16 de janeiro de 2010 | nenhum comentário »

Soro produzido no Rio garante recuperação mais rápida em casos de picada de aranha

O tempo de internação de pacientes envenenados por picadas da aranha do gênero Latrodectus, conhecida como viúva-negra, pode ser reduzido em até um terço quando se aplica o soro específico, chamado de antilatrodéctico. A constatação faz parte de uma pesquisa divulgada pela Secretaria de Saúde da Bahia, um dos estados com maior incidência de aranhas desse tipo no país.

watch season of the witch movie on computer

O estudo tomou como base os atendimentos registrados na secretaria de 2000 a 2007. Segundo o diretor em exercício do Centro de Informações Antiveneno da Bahia (Ciave), Daniel Rebouças, no período analisado, foram atendidos 825 casos de picada de aranha no estado, entre os quais pouco mais de 100 eram de viúva-negra. Rebouças disse que, embora a incidência não seja tão grande, os sintomas são muito severos.

“As picadas de viúva-negra representaram cerca de 15% do total de picadas de aranha na Bahia, mas, para os pacientes envenenados, o sofrimento é muito grande e qualquer avanço no tratamento é fundamental.” O veneno ataca o sistema nervoso central, provoca dores musculares intensas, náuseas, mal-estar generalizado, dor de cabeça e alterações cardiorrespitarórias que podem simular um infarto do miocárdio, explicou.

the chronicles of narnia: the voyage of the dawn treader movie theater

Rebouças ressaltou que, por isso, o soro específico é muito importante, pois, como comprovou o estudo, ele é capaz de reduzir a duração dos sintomas de 32 horas, o que exigiria uma internação de três dias, para até quatro horas, com permanência hospitalar de apenas um dia.

Em todo o Brasil, há três laboratórios que fornecem ao Ministério da Saúde soro contra animais peçonhentos, mas apenas um, o Instituto Vital Brasil, ligado à Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, produz a substância específica contra o envenenamento por picada de viúva-negra. O Vital Brasil fabrica o soro desde 2001, embora não saiba informar qual o volume produzido anualmente.

where can i buy armored movie

O biólogo Cláudio Maurício, do Vital Brasil, disse que o uso imediato do soro específico, além de acelerar o processo de recuperação, reduz os gastos do Sistema Único de Saúde (SUS), já que o paciente fica menos tempo na unidade hospitalar. “É difícil calcular a economia, mas com certeza reduzem-se drasticamente os gastos governamentais e previne-se a letalidade.” O biólogo ressaltou, porém, que ainda não há dados precisos no país sobre as mortes causadas pelo veneno dessa aranha.

Segundo ele, sabe-se que existem essas mortes, mas os casos ainda são subnotificados. porque se trata de um animal muito pequeno, “menor do que uma moeda de R$ 1”. Então, acrescentou, as pessoas custam a atribuir à viúva-negra um quadro tão severo.

Ele afirmou que a viúva-negra aparece com mais frequência na região litorânea do Nordeste. No Rio de Janeiro, há relatos principalmente nas cidades da Região dos Lagos. As aranhas costumam ser encontradas em barrancos à beira de estradas, sob cascas de coco ou folhas secas e latas vazias. Nas restingas do litoral, são abundantes na vegetação conhecida como “salsa-da-praia”.

O Ministério da Saúde informou que não há levantamentos apontando redução dos gastos públicos com a diminuição do tempo de internação nos casos de envenenamento, porque essa estimativa envolve diversas variáveis, como o tipo de leito e os medicamentos utilizados, entre outras.

Além da viúva-negra, há registros de mais três tipos de aranhas peçonhentas no país: a armadeira e a da banana, ou macaca, encontrada em várias regiões do país, com predomínio no Sudeste e no Sul, e a marrom, muito comum no Sul, principalmente no Paraná. Em todos os casos, quando houver envenenamento, o local da picada deve ser lavado com água e sabão e vítima levada imediatamente ao serviço de saúde mais próximo para que possa receber tratamento. (Fonte: Agência Brasil)

the social network and film
inception the movie to download
watch how to train your dragon the movie
xxx film
download a fork in the road film





Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

setembro 2017
S T Q Q S S D
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

29 de junho de 2012 | nenhum comentário »

Aranha viúva-marrom toma o lugar da viúva-negra nos EUA, diz estudo

Espécie marrom só passou a viver no sul da Califórnia a partir de 2003.
Estudo coletou amostras em 72 locais e viu que animais brigam por habitat.

 

Cientistas americanos analisaram a presença de aranhas na Califórnia e perceberam que as viúvas-marrons podem estar ocupando o lugar das viúvas-negras no sul do estado. A conclusão do estudo será publicada na edição de julho da revista científica “Journal of Medical Entomology”.

A espécie marrom é relativamente nova na América do Norte: foi documentada na Flórida pela primeira vez em 1935, mas na Califórnia só apareceu em 2003. No entanto, na última década tem ocorrido uma grande proliferação desses artrópodes.

Se essa substituição se comprovar, o perigo para os donos das casas pode diminuir, já que a picada da viúva-marrom é menos tóxica que a da viúva-negra, nativa do oeste dos EUA e capaz de provocar sintomas como suor excessivo, dor local intensa e no abdômen, choque anafilático e até a morte em muitos casos.

Os autores analisaram a presença desses animais em 72 locais, como imóveis urbanos, terrenos agrícolas, parques e áreas naturais. Assim, puderam comparar a abundância e a seleção de habitat das duas espécies.

Em quase 97 horas de coleta, os cientistas encontraram 20 vezes mais viúvas-marrons que negras fora das casas, especialmente embaixo de mesas e cadeiras ao ar livre e em pequenos espaços de muros, paredes e objetos. Nenhuma aranha foi encontrada no interior das casas.

Segundo Richard Vetter, da Universidade da Califórnia em Riverside, as viúvas-marrons realmente se multiplicaram em um tempo muito curto, sendo detectadas em locais onde era esperado haver viúvas-negras. Isso revela uma concorrência e uma certa sobreposição de habitat.

Havia lugares onde somente as viúvas-marrons eram capazes de fazer casas, mas em outros as negras ainda predominavam. Segundo os pesquisadores, os proprietários das casas precisam conhecer os esconderijos das viúvas-marrons e ter mais cuidado ao colocar as mãos em cantos desconhecidos.

Viúva marrom (Foto: Richard S. Vetter/Centro de Pesquisa de Viúva-Marrom/Universidade da Califórnia)

Viúva-marrom (foto) está tomando o lugar da viúva-negra no sul da Califórnia. Picada da espécie marrom é menos tóxica que a da negra, segundo os pesquisadores (Foto: Richard S. Vetter/Universidade da Califórnia)

Fonte: Globo Natureza


16 de janeiro de 2010 | nenhum comentário »

Soro produzido no Rio garante recuperação mais rápida em casos de picada de aranha

O tempo de internação de pacientes envenenados por picadas da aranha do gênero Latrodectus, conhecida como viúva-negra, pode ser reduzido em até um terço quando se aplica o soro específico, chamado de antilatrodéctico. A constatação faz parte de uma pesquisa divulgada pela Secretaria de Saúde da Bahia, um dos estados com maior incidência de aranhas desse tipo no país.

watch season of the witch movie on computer

O estudo tomou como base os atendimentos registrados na secretaria de 2000 a 2007. Segundo o diretor em exercício do Centro de Informações Antiveneno da Bahia (Ciave), Daniel Rebouças, no período analisado, foram atendidos 825 casos de picada de aranha no estado, entre os quais pouco mais de 100 eram de viúva-negra. Rebouças disse que, embora a incidência não seja tão grande, os sintomas são muito severos.

“As picadas de viúva-negra representaram cerca de 15% do total de picadas de aranha na Bahia, mas, para os pacientes envenenados, o sofrimento é muito grande e qualquer avanço no tratamento é fundamental.” O veneno ataca o sistema nervoso central, provoca dores musculares intensas, náuseas, mal-estar generalizado, dor de cabeça e alterações cardiorrespitarórias que podem simular um infarto do miocárdio, explicou.

the chronicles of narnia: the voyage of the dawn treader movie theater

Rebouças ressaltou que, por isso, o soro específico é muito importante, pois, como comprovou o estudo, ele é capaz de reduzir a duração dos sintomas de 32 horas, o que exigiria uma internação de três dias, para até quatro horas, com permanência hospitalar de apenas um dia.

Em todo o Brasil, há três laboratórios que fornecem ao Ministério da Saúde soro contra animais peçonhentos, mas apenas um, o Instituto Vital Brasil, ligado à Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, produz a substância específica contra o envenenamento por picada de viúva-negra. O Vital Brasil fabrica o soro desde 2001, embora não saiba informar qual o volume produzido anualmente.

where can i buy armored movie

O biólogo Cláudio Maurício, do Vital Brasil, disse que o uso imediato do soro específico, além de acelerar o processo de recuperação, reduz os gastos do Sistema Único de Saúde (SUS), já que o paciente fica menos tempo na unidade hospitalar. “É difícil calcular a economia, mas com certeza reduzem-se drasticamente os gastos governamentais e previne-se a letalidade.” O biólogo ressaltou, porém, que ainda não há dados precisos no país sobre as mortes causadas pelo veneno dessa aranha.

Segundo ele, sabe-se que existem essas mortes, mas os casos ainda são subnotificados. porque se trata de um animal muito pequeno, “menor do que uma moeda de R$ 1”. Então, acrescentou, as pessoas custam a atribuir à viúva-negra um quadro tão severo.

Ele afirmou que a viúva-negra aparece com mais frequência na região litorânea do Nordeste. No Rio de Janeiro, há relatos principalmente nas cidades da Região dos Lagos. As aranhas costumam ser encontradas em barrancos à beira de estradas, sob cascas de coco ou folhas secas e latas vazias. Nas restingas do litoral, são abundantes na vegetação conhecida como “salsa-da-praia”.

O Ministério da Saúde informou que não há levantamentos apontando redução dos gastos públicos com a diminuição do tempo de internação nos casos de envenenamento, porque essa estimativa envolve diversas variáveis, como o tipo de leito e os medicamentos utilizados, entre outras.

Além da viúva-negra, há registros de mais três tipos de aranhas peçonhentas no país: a armadeira e a da banana, ou macaca, encontrada em várias regiões do país, com predomínio no Sudeste e no Sul, e a marrom, muito comum no Sul, principalmente no Paraná. Em todos os casos, quando houver envenenamento, o local da picada deve ser lavado com água e sabão e vítima levada imediatamente ao serviço de saúde mais próximo para que possa receber tratamento. (Fonte: Agência Brasil)

the social network and film
inception the movie to download
watch how to train your dragon the movie
xxx film
download a fork in the road film