25 de abril de 2011 | nenhum comentário »

Zoo de Salvador abre concurso para escolher nome de 2 filhotes de onça

No zoológico de Salvador estão registrados mais de 1612 animais de 164 espécies. Todos esses animais estão disponíveis para visitação. Dois novos integrantes fazem parte da família. São dois filhotes de onça preta, espécie que está em extinção.

Esses novos integrantes ainda não estão em exposição, mas o público poderá escolher seus nomes através de votação que está disponível no site do zoológico. Entre os nomes disponíveis para escolha estão: Aci, Aimoré, Ibotira, Kamala, Maiara e Tainá.

O coordenador do zoológico, Gerson Norberto, conta como fazer para poder participar do concurso. “O concurso está aberto e deve demorar cerca de 15 dias para podermos escolher o nome do filhote, porque esse é o tempo que vamos ter para ambientar os animais ao novo espaço. O novo espaço é um lugar mais seguro para esses filhotes crescerem saudáveis e ficarem aptos para serem encaminhados para soltura.”

Quem for ao zoológico de Salvador conhecerá ainda o aviário, espaço novo que existe há aproximadamente um ano. O aviário é diferente porque é uma área aberta onde os pássaros podem voar livremente. As aves dispostas são dóceis e não causam nenhum problema para os visitantes.

O coordenador do zoológico explica qual a o objetivo desse novo espaço. Ele conta que o objetivo é ambientar os animais para soltura porque a ave ganha musculatura no peito e ela ainda aprende a buscar seu alimento. Ele explica que logo depois de um período de aprendizado, as aves são transferidas para soltura.

Desde 2010 mais de 300 animais nasceram no zoológico. Gerson conta o que se faz com esses animais. “Além de atividades de educação e lazer os principais trabalhos do parque é o de preservação. Envolvemos os animais aqui e depois disponibilizamos a soltura em todo Brasil”.

Fonte: G1


8 de abril de 2011 | nenhum comentário »

Macacos são ‘treinados’ para não furtar óculos de sol em zoo

Macacos-de-cheiro do zoológico de Londres estão sendo “treinados” para não furtarem mais os óculos de sol dos visitantes. Como os primatas não gostam de coisas amargas, a equipe de funcionários do zoo começou a colocar maçãs amargas em alguns pares de óculos, a fim de que os animais começassem a evitar esses objetos.

batman begins ipod

O zoo acredita que esta medida possa dar segurança aos itens dos visitantes neste verão em Londres.

O problema começou na semana passada, quando os primeiros raios de sol da primavera foram avistados na Europa.

“Já encontramos Ray-Bans e óculos de aviador. Com o tempo bom se aproximando, pensamos que seria bom treinar os macacos para não furtarem os óculos dos visitantes”, disse Tracey Lee, líder da equipe de mamíferos do sul.

Não é o primeiro registro de objetos furtados pelos macacos-de-cheiro no zoo de Londres. Quatro anos atrás, os primatas foram treinados também para pararem de furtar os celulares dos visitantes.

Fonte: Portal Terra


16 de fevereiro de 2011 | nenhum comentário »

Animais extintos na natureza sobrevivem em zoos

Muitos criticam, outros adoram e muitos governos apoiam. Apesar do caráter controverso dos zoológicos (de aprisionar animais), as instituições se defendem e investem pesado na preservação de espécies e subespécies ameaçadas de extinção. Algumas, inclusive, já extintas na natureza, como o leão do Atlas, também conhecido como leão berbere (Panthera leo leo).

O maior dos leões só existe hoje por causa de programas de proteção e do trabalho dos zoológicos, já que desapareceu do norte da África. Na metade do século XX, quando os últimos espécimes sumiram da natureza, ele só poderia ser visto no zoo de Rabat, no Marrocos. A reprodução controlada faz com o que o animal hoje possa ser visto em outros locais, principalmente na Europa.

Contudo, apesar do lado nobre desses estabelecimentos, eles sofrem com muitas críticas de especialistas. Sônia Teresinha Felipe, doutora em filosofia moral e professora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), afirmou em entrevista ao Terra que a preservação da bagagem genética de uma espécie não é o suficiente para salvá-la.

“O que os zoos fazem é procurar a reprodução biológica de espécies ameaçadas de extinção. Mas, quando falamos em preservar espécies não pensamos que uma espécie seja constituída apenas por sua bagagem genética. Cada espécie animal precisa de um espírito específico, que permita a preservação daquele tipo de vida de forma autônoma. Isso os zoos não podem fazer. No máximo, o que eles preservam, é o banco genético. (…) Guardamos, assim, o patrimônio genético, que é matéria biológica. Matamos o patrimônio genuinamente ‘animal’ dessas espécies.”

Fonte: Portal Terra


3 de fevereiro de 2011 | nenhum comentário »

Curso de Manutenção e Manejo de Répteis em Cativeiro – Zôo Sorocaba

O curso ocorrerá nos dias 19 e 20 de Fevereiro. Para maiores informações vide folder abaixo:

curso-zoo-sorocaba

300 video

21 de janeiro de 2010 | nenhum comentário »

Zoo apresenta filhotes de urso-de-óculos no interior de SP

O Parque Ecológico Dr. Antônio Teixeira Vianna, de São Carlos (231 km de SP), vai apresentar neste sábado (23) dois filhotes de urso-de-óculos (Tremarctus ornatus) que nasceram no próprio zoo.

O macho e a fêmea têm seis meses de idade e serão colocados na área de exposição aos visitantes das 8h às 9h30.

Os nomes serão escolhidos pelo público, por meio de votação.

O parque já obteve sucesso na reprodução de outros ursos-de-óculos, que foram enviados a zoos de Curitiba, São Paulo e Ribeirão Preto (SP).

A espécie é natural da América do Sul e pode ser encontrada nas florestas tropicais das encostas dos Andes, desde o norte da Bolívia até a Venezuela.

Seu nome se deve às manchas brancas ao redor dos olhos.

O macho pode pesar até 160 quilos e a fêmea, até 80 quilos.

the sunset limited movie part
watch elephant white

Ao nascer, os filhotes pesam menos de 500 gramas, após uma gestação de aproximadamente 70 dias. (Fonte: Folha Online)


21 de janeiro de 2010 | nenhum comentário »

Nasce filhote de chimpanzé em zoológico do Rio Grande do Sul

Danielle Jordan / AmbienteBrasilNo último dia 30 de dezembro, nasceu um filhote de chimpanzé no zoológico do Estado do Rio Grande do Sul.

watch iron man 2 ful film

 

Ainda não foi possível identificar o sexo do animal, filho de Tição, que nasceu no zoológico gaúcho em 1981, e de Muka, que chegou ao Parque em 1993, emprestada pelo Parque Beto Carrero World, de Penha, em Santa Catarina.

devil psp download
watching salt online

Assim que o sexo for identificado será promovido um concurso entre os visitantes, para a escolha do nome do animal. Ainda é difícil ver o filhote, segundo informações da assessoria de comunicação, uma vez que a mãe o esconde junto ao corpo, como forma de proteção.

the king’s speech hd download

Com o nascimento, o zoo conta agora com quatro exemplares de chimpanzés. Ao todo, são mais de 1100 animais, entre aves e mamíferos.

A instituição destaca a importância do trabalho realizado pelos técnicos e tratadores, que garantem a boa alimentação, os cuidados necessários e a acomodação em recintos apropriados.

the fighter hd download
download movie the tourist

*Com informações da ascom.


3 de abril de 2009 | nenhum comentário »

Em SP, Zoo Safári reproduz biomas brasileiros para crianças

Réplicas de onça-pintada, lobo-guará, tamanduá-bandeira e de diversas espécies de macacos são algumas das atrações do novo espaço ecológico “Bicho Legal”, inaugurado ontem, em São Paulo, dentro do Zoo Safári (antigo Simba Safári), na zona sul. Ele simula o ecossistema de quatro biomas brasileiros e deve ser usado para ensinar crianças a cuidar do ambiente.

O espaço, de 180 m², reproduz o clima, as plantas e os animais da Mata Atlântica, do Cerrado, do Pantanal e da Amazônia. As crianças podem tocar nas réplicas dos animais (de tamanho original e de fibra de vidro) e sentir as alterações climáticas enquanto passeiam pelos biomas. Na parte da Amazônia, raios e trovões simulam o clima chuvoso da região.

As crianças ainda visitam o Zoo Safári, onde verão, dos carros, algumas espécies que conheceram antes. O passeio acaba no Zoológico de São Paulo com uma gincana.

O espaço é o segundo dos 35 que a Secretaria de Estado do Meio Ambiente pretende criar, até agosto, para discutir com crianças a preservação ambiental. O primeiro, lançado há duas semanas, fica no parque Villa-Lobos e trata do aquecimento global. O terceiro será aberto na sexta, na represa de Guarapiranga, e abordará a poluição.

De segunda a sexta os espaços (como o “Bicho Legal” e o do Villa-Lobos) recebem visitas escolares gratuitas, que podem ser agendadas pelo site www.criancaecologica.sp.gov.br. Aos sábados, esses espaços abrem ao público em geral com entrada gratuita, mas a visita aos zoológicos (Safári e Zoológico) é paga.

download its kind of a funny story full lenght

Em Santo André (Grande SP), 13 pinguins-de-magalhães estão em um pinguinário de 114 m2 no Sabina Escola Parque do Conhecimento, espaço aberto ao público no fim de semana e em feriados. Os pinguins estavam entre os 600 animais que se perderam na costa brasileira. (Fonte: Talita Bedinelli/ Folha Online)






Categorias

Tópicos recentes

Meta

 

maio 2020
S T Q Q S S D
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

25 de abril de 2011 | nenhum comentário »

Zoo de Salvador abre concurso para escolher nome de 2 filhotes de onça

No zoológico de Salvador estão registrados mais de 1612 animais de 164 espécies. Todos esses animais estão disponíveis para visitação. Dois novos integrantes fazem parte da família. São dois filhotes de onça preta, espécie que está em extinção.

Esses novos integrantes ainda não estão em exposição, mas o público poderá escolher seus nomes através de votação que está disponível no site do zoológico. Entre os nomes disponíveis para escolha estão: Aci, Aimoré, Ibotira, Kamala, Maiara e Tainá.

O coordenador do zoológico, Gerson Norberto, conta como fazer para poder participar do concurso. “O concurso está aberto e deve demorar cerca de 15 dias para podermos escolher o nome do filhote, porque esse é o tempo que vamos ter para ambientar os animais ao novo espaço. O novo espaço é um lugar mais seguro para esses filhotes crescerem saudáveis e ficarem aptos para serem encaminhados para soltura.”

Quem for ao zoológico de Salvador conhecerá ainda o aviário, espaço novo que existe há aproximadamente um ano. O aviário é diferente porque é uma área aberta onde os pássaros podem voar livremente. As aves dispostas são dóceis e não causam nenhum problema para os visitantes.

O coordenador do zoológico explica qual a o objetivo desse novo espaço. Ele conta que o objetivo é ambientar os animais para soltura porque a ave ganha musculatura no peito e ela ainda aprende a buscar seu alimento. Ele explica que logo depois de um período de aprendizado, as aves são transferidas para soltura.

Desde 2010 mais de 300 animais nasceram no zoológico. Gerson conta o que se faz com esses animais. “Além de atividades de educação e lazer os principais trabalhos do parque é o de preservação. Envolvemos os animais aqui e depois disponibilizamos a soltura em todo Brasil”.

Fonte: G1


8 de abril de 2011 | nenhum comentário »

Macacos são ‘treinados’ para não furtar óculos de sol em zoo

Macacos-de-cheiro do zoológico de Londres estão sendo “treinados” para não furtarem mais os óculos de sol dos visitantes. Como os primatas não gostam de coisas amargas, a equipe de funcionários do zoo começou a colocar maçãs amargas em alguns pares de óculos, a fim de que os animais começassem a evitar esses objetos.

batman begins ipod

O zoo acredita que esta medida possa dar segurança aos itens dos visitantes neste verão em Londres.

O problema começou na semana passada, quando os primeiros raios de sol da primavera foram avistados na Europa.

“Já encontramos Ray-Bans e óculos de aviador. Com o tempo bom se aproximando, pensamos que seria bom treinar os macacos para não furtarem os óculos dos visitantes”, disse Tracey Lee, líder da equipe de mamíferos do sul.

Não é o primeiro registro de objetos furtados pelos macacos-de-cheiro no zoo de Londres. Quatro anos atrás, os primatas foram treinados também para pararem de furtar os celulares dos visitantes.

Fonte: Portal Terra


16 de fevereiro de 2011 | nenhum comentário »

Animais extintos na natureza sobrevivem em zoos

Muitos criticam, outros adoram e muitos governos apoiam. Apesar do caráter controverso dos zoológicos (de aprisionar animais), as instituições se defendem e investem pesado na preservação de espécies e subespécies ameaçadas de extinção. Algumas, inclusive, já extintas na natureza, como o leão do Atlas, também conhecido como leão berbere (Panthera leo leo).

O maior dos leões só existe hoje por causa de programas de proteção e do trabalho dos zoológicos, já que desapareceu do norte da África. Na metade do século XX, quando os últimos espécimes sumiram da natureza, ele só poderia ser visto no zoo de Rabat, no Marrocos. A reprodução controlada faz com o que o animal hoje possa ser visto em outros locais, principalmente na Europa.

Contudo, apesar do lado nobre desses estabelecimentos, eles sofrem com muitas críticas de especialistas. Sônia Teresinha Felipe, doutora em filosofia moral e professora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), afirmou em entrevista ao Terra que a preservação da bagagem genética de uma espécie não é o suficiente para salvá-la.

“O que os zoos fazem é procurar a reprodução biológica de espécies ameaçadas de extinção. Mas, quando falamos em preservar espécies não pensamos que uma espécie seja constituída apenas por sua bagagem genética. Cada espécie animal precisa de um espírito específico, que permita a preservação daquele tipo de vida de forma autônoma. Isso os zoos não podem fazer. No máximo, o que eles preservam, é o banco genético. (…) Guardamos, assim, o patrimônio genético, que é matéria biológica. Matamos o patrimônio genuinamente ‘animal’ dessas espécies.”

Fonte: Portal Terra


3 de fevereiro de 2011 | nenhum comentário »

Curso de Manutenção e Manejo de Répteis em Cativeiro – Zôo Sorocaba

O curso ocorrerá nos dias 19 e 20 de Fevereiro. Para maiores informações vide folder abaixo:

curso-zoo-sorocaba

300 video

21 de janeiro de 2010 | nenhum comentário »

Zoo apresenta filhotes de urso-de-óculos no interior de SP

O Parque Ecológico Dr. Antônio Teixeira Vianna, de São Carlos (231 km de SP), vai apresentar neste sábado (23) dois filhotes de urso-de-óculos (Tremarctus ornatus) que nasceram no próprio zoo.

O macho e a fêmea têm seis meses de idade e serão colocados na área de exposição aos visitantes das 8h às 9h30.

Os nomes serão escolhidos pelo público, por meio de votação.

O parque já obteve sucesso na reprodução de outros ursos-de-óculos, que foram enviados a zoos de Curitiba, São Paulo e Ribeirão Preto (SP).

A espécie é natural da América do Sul e pode ser encontrada nas florestas tropicais das encostas dos Andes, desde o norte da Bolívia até a Venezuela.

Seu nome se deve às manchas brancas ao redor dos olhos.

O macho pode pesar até 160 quilos e a fêmea, até 80 quilos.

the sunset limited movie part
watch elephant white

Ao nascer, os filhotes pesam menos de 500 gramas, após uma gestação de aproximadamente 70 dias. (Fonte: Folha Online)


21 de janeiro de 2010 | nenhum comentário »

Nasce filhote de chimpanzé em zoológico do Rio Grande do Sul

Danielle Jordan / AmbienteBrasilNo último dia 30 de dezembro, nasceu um filhote de chimpanzé no zoológico do Estado do Rio Grande do Sul.

watch iron man 2 ful film

 

Ainda não foi possível identificar o sexo do animal, filho de Tição, que nasceu no zoológico gaúcho em 1981, e de Muka, que chegou ao Parque em 1993, emprestada pelo Parque Beto Carrero World, de Penha, em Santa Catarina.

devil psp download
watching salt online

Assim que o sexo for identificado será promovido um concurso entre os visitantes, para a escolha do nome do animal. Ainda é difícil ver o filhote, segundo informações da assessoria de comunicação, uma vez que a mãe o esconde junto ao corpo, como forma de proteção.

the king’s speech hd download

Com o nascimento, o zoo conta agora com quatro exemplares de chimpanzés. Ao todo, são mais de 1100 animais, entre aves e mamíferos.

A instituição destaca a importância do trabalho realizado pelos técnicos e tratadores, que garantem a boa alimentação, os cuidados necessários e a acomodação em recintos apropriados.

the fighter hd download
download movie the tourist

*Com informações da ascom.


3 de abril de 2009 | nenhum comentário »

Em SP, Zoo Safári reproduz biomas brasileiros para crianças

Réplicas de onça-pintada, lobo-guará, tamanduá-bandeira e de diversas espécies de macacos são algumas das atrações do novo espaço ecológico “Bicho Legal”, inaugurado ontem, em São Paulo, dentro do Zoo Safári (antigo Simba Safári), na zona sul. Ele simula o ecossistema de quatro biomas brasileiros e deve ser usado para ensinar crianças a cuidar do ambiente.

O espaço, de 180 m², reproduz o clima, as plantas e os animais da Mata Atlântica, do Cerrado, do Pantanal e da Amazônia. As crianças podem tocar nas réplicas dos animais (de tamanho original e de fibra de vidro) e sentir as alterações climáticas enquanto passeiam pelos biomas. Na parte da Amazônia, raios e trovões simulam o clima chuvoso da região.

As crianças ainda visitam o Zoo Safári, onde verão, dos carros, algumas espécies que conheceram antes. O passeio acaba no Zoológico de São Paulo com uma gincana.

O espaço é o segundo dos 35 que a Secretaria de Estado do Meio Ambiente pretende criar, até agosto, para discutir com crianças a preservação ambiental. O primeiro, lançado há duas semanas, fica no parque Villa-Lobos e trata do aquecimento global. O terceiro será aberto na sexta, na represa de Guarapiranga, e abordará a poluição.

De segunda a sexta os espaços (como o “Bicho Legal” e o do Villa-Lobos) recebem visitas escolares gratuitas, que podem ser agendadas pelo site www.criancaecologica.sp.gov.br. Aos sábados, esses espaços abrem ao público em geral com entrada gratuita, mas a visita aos zoológicos (Safári e Zoológico) é paga.

download its kind of a funny story full lenght

Em Santo André (Grande SP), 13 pinguins-de-magalhães estão em um pinguinário de 114 m2 no Sabina Escola Parque do Conhecimento, espaço aberto ao público no fim de semana e em feriados. Os pinguins estavam entre os 600 animais que se perderam na costa brasileira. (Fonte: Talita Bedinelli/ Folha Online)